Robô tentará pousar em cometa pela primeira vez no próximo dia 12

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Se conseguir, a agência espacial da Europa será a primeira que conseguirá aterrisar uma sonda nesse tipo de corpo congelado

BBC

Está marcada para o próximo dia 12 de novembro uma missão que pode ser um feito inédito para o homem no espaço. Nesta data, a agência espacial da Europa tentará pousar um robô em um cometa. Se conseguir, será a primeira vez que uma sonda aterrisará nestes corpos congelados.

Dia 1: EUA investigam acidente em projeto de 'turismo espacial'

Reprodução/BBC
Robô estará a 509 milhões de quilômetros da Terra ao tentar a aterrissagem


Susto: Foguete explode seis segundos após lançamento nos EUA

O robô Philae será ejetado da espaçonave Rosetta em direção ao cometa 67P/Churyumov, que tem 4 km de largura, na manhã do dia 12. O local escolhido para o pouso é uma das extremidades do cometa, que tem a forma parecida com a de um pato de brinquedo. A espaçonave estará a 509 milhões de quilômetros da Terra neste momento. Será o ponto alto de uma missão que começou há quase uma década.

Experimentos

Espera-se que descida da sonda até o cometa, que estarão a 20 km de distância um do outro, leve em torno de sete horas. Meia hora depois, os cientistas saberão se a missão foi bem-sucedida ou não.

Existe o risco da sonda simplesmente "quicar" na superfície do cometa, que tem muito pouca gravidade. Para evitar isso, serão usados parafusos e arpões para que o robô seja capaz de se fixar.

Se o robô conseguir aterrissar na superfície do cometa, será dado início da uma série de experimentos para analisar sua composição e estrutura. Os dados e imagens coletados serão enviados para a espaçonave, de onde serão retransmitidos para a Terra.

Cientistas acreditam que cometas contém matéria ainda intacta da formação do Sistema Solar, há 4,5 bilhões de anos.

Leia tudo sobre: robocometaterraeuroparosetta

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas