Cientistas descobrem possível antepassado do Tiranossauro Rex na Venezuela

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Espécie com cerca de 1,5 m de altura encontrada em Táchira habitou o planeta Terra há cerca de 200 milhões de anos

Reuters

Um grupo de cientistas internacionais descobriu os restos de um dinossauro carnívoro no Oeste da Venezuela, anunciou a publicação especializada Royal Society Open Science, nesta quarta-feira (8). Classificada como única por seus descobridores, a espécie habitou a Terra há 200 milhões de anos e pode ter sido um antepassado do famoso Tiranossauro Rex.

Veja fotos de exposição que revela segredos dos dinossauros:

Degradação das cores devido à fossilização vai fornecer aos pesquisadores informações sobre a aparência das espécies pré-históricas, desde insetos até dinossauros.. Foto: Maria McNamaraAs cores brilhantes de besouros são produzidas com camadas muito finas em sua proteção externa, que refletem a luz. . Foto: Maria McNamaraFóssil azul de 49 milhões de anos de gorgulho, da Alemanha. O calor extremo e a pressão que envolve o processo de fossilização pode mudar as cores originais.. Foto: M McNamara / Forschungsinstitut SenckenbergCom ilustrações baseadas em aves modernas e répteis foi possível determinar que o Sinosauropteryx tinha penas brancas e avermelhadas.. Foto: Jim Robbins / University of BristolA análise de imagens de elétrons revelou semelhanças e diferenças entre os melanosomas antigos e os de animais modernos, como esta pena de pombo (acima).. Foto: Maria McNamara'Uma melasonoma é um grânulo microscópico de pigmento de melanina', explicou Maria McNamara, da Universidade de Bristol.. Foto: Stu KearnsFóssil de 125 milhões de anos, do dinossauros Sinosauropteryx, que tinha penas, foi encontrado na China.. Foto: IVPPAs ilustrações precisas, incluindo a acima, do Sinosauropteryx, agora são possíveis graças ao estudo microscópico de fósseis.. Foto: Jim Robbins / IVPP

Os restos do "Tachiraptor admirabilis", o admirável depredador do Táchira, foram encontrados no estado homônimo venezuelano. Os cientistas estimam que ele tinha uma altura de 1,5 metro.

"Apresentamos aqui ossos tirados de um pequeno novo dinossauro que difere de todos os membros previamente conhecidos do grupo por um conjunto único de características de suas articulações tibiais", diz a publicação.

Leia também:
Descoberto na China maior dinossauro de quatro asas já encontrado no mundo
Ossos do maior dinossauro já descoberto são encontrados na Argentina
Pinóquio rex: nova espécie de dinossauro é descoberta na China
Maior dinossauro carnívoro já descoberto até o momento podia nadar

Os restos do dinossauro – quadril e tíbia – foram localizados depois de 20 anos de pesquisas na formação La Quinta, um depósito de camadas vermelhas continentais e rochas vulcânicas.

Os cientistas concluíram que a espécie deve ter existido na fase inicial do Jurássico, período geológico da Era Mesozoica, há 200 milhões de anos. A espécie pertence à subordem dos terópodos, um dinossauro bípede que desapareceu da Terra deixando como descendentes diretos as aves modernas. 

Os pesquisadores de encontrar ainda outras espécies com mais escavações. O grupo internacional é composto por cidadãos do Brasil, Venezuela, EUA e Alemanha.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas