Venezuela e China firmam acordo e devem lançar satélite ao espaço

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Projeto prevê que países partilhem conhecimento e trabalhem em conjunto para o desenvolvimento da indústria aeroespacial

Agência Brasil

A Venezuela e a China firmaram acordo para a construção do satélite Antônio José de Sucre - VRSS2, que terá capacidade de perceção remota e será usado para aumentar a capacidade cartográfica do país latino-americano.

Assista: Nasa lança novo satélite ao espaço

Veja imagens marcantes do Espaço

Em novembro, a Nasa divulgou esta imagem espetacular de Saturno, capturada pela sonda Cassini. Foto: Nasa/CassiniO clipe no qual o astronauta canadense e comandante da Estação Espacial Internacional Chris Haldfield canta 'Space Oddity', de David Bowie, foi memorável. Foto: Nasa/Chris HaldfieldEm 2013 a Nasa celebrou um ano de descobertas do jipe-robô Curiosity em Marte. Foto: Nasa/CuriosityA nebulosa Cabeça de Cavalo é objeto de uma das mais famosas imagens feitas pelo telescópio Hubble. Foto: Nasa/HubbleO vórtex giratorio do pólo norte de Saturno lembra uma rosa vermelha nesta imagem feita pela sonda Cassini, da Nasa. Foto: Nasa/CassiniUma das imagens mais impressionantes feitas pelo comandante Chris Hadfield a bordo da Estação Espacial Internacional mostra uma formação rochosa na Amazônia. Foto: Nasa/Chris HadfieldEstas formas azuis, que lembram gotas de chuvam são na verdade dunas de areia na cratera Copernicus, em Marte. Foto: Nasa/ Mars Reconnaissance OrbiterEm março, cientistas da missão Planck divulgaram este mapa que apresenta o universo a partir da captação da "luz mais antiga" no céu. Foto: ESA / Planck MissionOutra imagem capturada por Chris Hadfield mostra a estrutura de Richat, também conhecida como Olho da África, na Mauritânia. Foto: Nasa/Chris HadfieldEsta imagem mostra o tufão Haiyan se aproximando das Filipinas em novembro. Foto: JMA / EumetsatEsta imagem mostra a visualização em 3D do monóxido de carbono frio na galáxia NGC 253, também conhecida como Galáxia do Escultor. Foto: ALMADentro da janela de observação Cupola, na Estação Espacial Internacional, o astronauta americano Chris Cassidy fotografa a terra. Foto: NasaEntre 12 e 14 de maio, o Sol emitiu quatro erupções intensas de radiação. Foto: Nasa / SDOEsta imagem colorida da superfície de Mercúrio foi compliada a partir de imagens captadas pela sonda Messenger, da Nasa, durante seu primeiro ano em órbita. Foto: Nasa/MessengerEsta imagem mostra uma coluna espessa de fumaça, resultado de incêndios florestais que atingiram o Estado do Colorado. Foto: Nasa/ISSNo dia 14 de dezembro, a China pousou com sucesso um veículo na Lua - o primeiro pouso lunar em 37 anos. Foto: CSNA

2011: Irã apresenta satélite que vai levar animais ao espaço

O acordo foi assinado no domingo (5) pelo ministro venezuelano de Educação Universitária, Ciência e Tecnologia, Manuel Fernández, e um representante da Corporação Industrial Grande Muralha Chinesa, entidade que construirá o satélite, o terceiro que a Venezuela colocará no espaço.

"Temos que celebrar a assinatura do terceiro satélite Antônio José de Sucre, libertador da América do Sul", disse o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, no momento da assinatura, durante o encerramento do 3º Congresso Nacional de Cultura.

O projeto prevê que a China e a Venezuela partilhem conhecimentos na construção do novo satélite e trabalhem em conjunto no desenvolvimento da indústria aeroespacial.

O documento prevê também que alguns componentes do satélite sejam feitos na Venezuela. O acordo dará continuidade a outro documento, firmado em julho em Caracas, pelos presidentes Nicolás Maduro e Xi Jinping, destinado também à construção do VRSS2.

Em outubro de 2008, a Venezuela lançou o primeiro satélite ao espaço, o Venesat 1, conhecido como Simón Bolívar.

O satélite foi construído para melhorar as telecomunicações em áreas de difícil acesso, para prestar serviços de televisão, telemedicina, teleducação e transmissão de dados (internet), em um país onde atualmente o acesso à internet é um dos mais lentos da América do Sul e em que populações de Estados vizinhos não contam com acesso à web, nem com ligações como ADSL.

Em setembro de 2012, a Venezuela colocou em órbita o satélite Miranda, que tem câmaras de alta resolução e está sendo usado na elaboração de mapas cartográficos e com fins geográficos.

Leia tudo sobre: venezuelachinasateliteadslsucrefernandezmiranda

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas