Brasileiro é o primeiro latino-americano a conquistar "Nobel da matemática"

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Além do matemático Artur Avila, honraria entregue a cada quatro anos também premiará pela primeira vez uma mulher

O brasileiro Artur Avila foi anunciado como um dos vencedores do principal prêmio da matemática no mundo, a Medalha Fields, considerada o Nobel da área, nesta terça-feira (12). Ele é o primeiro latino-americano a ser agraciado com a honraria. 

Oberwolfach Photo Collection
Brasileiro de 35 anos receberá premiação em congresso que ocorre em Seul, nesta quarta-feira

Os vencedores da premiação serão homenageados na abertura da 27ª edição do Congresso Internacional de Matemáticos, a ser realizada nesta quarta-feira (13), em Seul, capital da Coreia do Sul.

Atualmente residindo em Paris, na França, onde pesquisa como sistemas caóticos evoluem quando forçados por determinadas regras, o carioca Avila, 35 anos, é pesquisador do principal órgão de pesquisa do governo francês - o Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) - e do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa).

Assim como ocorre em grandes competições esportivas, como Copa do Mundo e Olimpíada, a Medalha Fields é entregue somente a cada quatro anos - sempre a matemáticos com no máximo 40 anos. Além da honraria, os vencedores, de dois a quatro, recebem um prêmio equivalente a mais de R$ 30 mil (15 mil dólares canadenses).

Além de Avila, serão agraciados com a medalha a iraniana Maryam Mirzakhani, da Universidade de Stanford, na Califórnia; o canadense Manjul Bhargava, da Universidade de Princeton, nos EUA; e o austríaco Martin Hairer, da Universidade de Warwick, no Reino Unido. Maryam, por sinal, é a primeira mulher a conquistar a honraria, concedida pela União Internacional dos Matemáticos desde 1936.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas