Planeta vermelho aparece ao leste ao anoitecer e cruza o céu perto de estrela brilhante para se pôr no oeste ao nascer do Sol

Agência Brasil

O Planeta Marte estará muito mais brilhante neste mês de abril e poderá ser visto a olho nu em todo o país na noite desta terça-feira (8). Ele estará em oposição ao Sol, ou seja, cada um estará de um lado diferente da Terra.

Leia também: 

Lua de Saturno pode conter lago oculto

Nasa captura poderosa erupção no Sol; assista

Planeta Marte será observado a olho nu da terra neste mês
Nasa
Planeta Marte será observado a olho nu da terra neste mês

As oposições ocorrem a cada dois anos, aproximadamente, quando Marte fica a uma distância mínima da Terra. O espaço entre os dois planetas na noite de hoje será 93 milhões de quilômetros.

O astrônomo Jair Barroso, pesquisador do Observatório Nacional, explica que as distâncias variam consideravelmente. “Como comparação, em 2003 houve outra aproximação e os dois planetas ficaram a 56 milhões de quilômetros de distância, por uma questão de conjugação de órbitas”.

O planeta vermelho vai aparecer ao Leste ao anoitecer. Vai cruzar o céu, próximo à Espiga, que é a estrela mais brilhante da Constelação de Virgem, e vai se por no Oeste ao nascer do Sol.

Então, esta noite, olhando para cima, Marte será um ponto laranja.

Veja abaixo imagens feitas de Marte pelo robô Curiosity:

Para os observadores do sistema solar, Barroso conta ainda que, olhando para o céu todos os dias por uma ou duas semanas, as pessoas vão notar as diferenças. “Marte vai aparecer praticamente com o mesmo brilho, mas irá mudando de posição em relação à estrela Espiga. Por ser um planeta que está mais perto da Terra, aparenta ter um deslocamento mais rápido”, explica o astrônomo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.