'Arco-íris' em Vênus é fotografado pela primeira vez

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Fenômeno conhecido como 'glória' ocorre quando a luz do sol brilha sobre as gotas da nuvem. São anéis com núcleo brilhante.

BBC

ESA/MPS/DLR/IDA
Fenômeno é semelhante ao arco-íris

Fenômeno semelhante a um arco-íris - e conhecido como "glória" - foi pela primeira vez fotografado em outro planeta.

A espaçonave Venus Express, da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), que decolou em 2005 com a missão de estudar o planeta vizinho, fotografou as nuvens venusianas em posição adequada para registrar a glória, e conseguiu.

Arco-íris e glórias ocorrem quando a luz do Sol brilha sobre as gotas de uma nuvem - que, no caso da Terra, são de água.

Enquanto um arco-íris tem a forma de um arco no céu, as glórias são menores. São uma série de anéis concêntricos de cores com um núcleo brilhante. Só são vistas quando o observador estiver localizado entre o Sol e as partículas que refletem a luz.

2012: Vênus passa na frente do Sol

Na Terra, glórias costumam ser vistas por passageiros de aviões em voo, rodeando a sombra das aeronaves nas nuvens, ou por montanhistas no topo de morros cobertos de névoa, explica a ESA em seu comunicado.

Confira as imagens mais marcantes do Espaço

Em novembro, a Nasa divulgou esta imagem espetacular de Saturno, capturada pela sonda Cassini. Foto: Nasa/CassiniO clipe no qual o astronauta canadense e comandante da Estação Espacial Internacional Chris Haldfield canta 'Space Oddity', de David Bowie, foi memorável. Foto: Nasa/Chris HaldfieldEm 2013 a Nasa celebrou um ano de descobertas do jipe-robô Curiosity em Marte. Foto: Nasa/CuriosityA nebulosa Cabeça de Cavalo é objeto de uma das mais famosas imagens feitas pelo telescópio Hubble. Foto: Nasa/HubbleO vórtex giratorio do pólo norte de Saturno lembra uma rosa vermelha nesta imagem feita pela sonda Cassini, da Nasa. Foto: Nasa/CassiniUma das imagens mais impressionantes feitas pelo comandante Chris Hadfield a bordo da Estação Espacial Internacional mostra uma formação rochosa na Amazônia. Foto: Nasa/Chris HadfieldEstas formas azuis, que lembram gotas de chuvam são na verdade dunas de areia na cratera Copernicus, em Marte. Foto: Nasa/ Mars Reconnaissance OrbiterEm março, cientistas da missão Planck divulgaram este mapa que apresenta o universo a partir da captação da "luz mais antiga" no céu. Foto: ESA / Planck MissionOutra imagem capturada por Chris Hadfield mostra a estrutura de Richat, também conhecida como Olho da África, na Mauritânia. Foto: Nasa/Chris HadfieldEsta imagem mostra o tufão Haiyan se aproximando das Filipinas em novembro. Foto: JMA / EumetsatEsta imagem mostra a visualização em 3D do monóxido de carbono frio na galáxia NGC 253, também conhecida como Galáxia do Escultor. Foto: ALMADentro da janela de observação Cupola, na Estação Espacial Internacional, o astronauta americano Chris Cassidy fotografa a terra. Foto: NasaEntre 12 e 14 de maio, o Sol emitiu quatro erupções intensas de radiação. Foto: Nasa / SDOEsta imagem colorida da superfície de Mercúrio foi compliada a partir de imagens captadas pela sonda Messenger, da Nasa, durante seu primeiro ano em órbita. Foto: Nasa/MessengerEsta imagem mostra uma coluna espessa de fumaça, resultado de incêndios florestais que atingiram o Estado do Colorado. Foto: Nasa/ISSNo dia 14 de dezembro, a China pousou com sucesso um veículo na Lua - o primeiro pouso lunar em 37 anos. Foto: CSNA

2013: Fenômeno raro mostra planeta Vênus sendo encoberto pela Lua

A glória venusiana - retratada na primeira imagem completa de um fenômeno como este a ser registrado em outro planeta - foi vista nas nuvens de Vênus, a 70 km da superfície do planeta, em 24 de julho de 2011. As fotos foram divulgadas nesta semana.

Química misteriosa

Mas a ocorrência de uma glória depende que as partículas das nuvens sejam esféricas - ou seja, provavelmente gotas de líquido - e de tamanho similar. Acredita-se que as gotas da atmosfera de Vênus contenham ácido sulfúrico.

Descoberta: Sonda registra existência de camada de ozônio em Vênus

Ao capturar imagens das nuvens com o Sol diretamente atrás da Venus Express, os cientistas da ESA explicam que esperavam detectar um fenômeno como este, com o objetivo de analisar as gotas da atmosfera do planeta mais próximo a nós. A partir das observações feitas a partir da glória, os cientistas estimam que as partículas da nuvem sejam de 1,2 micrômetros, o equivalente a um quinto da largura de um fio de cabelo humano.

Além disso, após analisar as variações de brilho dos anéis do fenômeno, os cientistas creem que uma química incomum talvez esteja em ação em Vênus, produzindo um resultado diferente do esperado de nuvens de ácido sulfúrico misturado com água. Serão necessárias mais pesquisas para descobrir que outro componente químico pode estar em ação

Leia tudo sobre: venusgloriafotoarco irisesaplaneta

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas