China planeja ter primeira sonda na superfície da Lua em dezembro

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Veículo Yu Tu deve explorar região Baía do Arco-Íris por três meses; lançamento seria em agosto mas foi adiado

BBC

Autoridades da China afirmaram nesta terça-feira que planejam pela primeira vez pousar uma sonda na superfície da Lua em dezembro.

BBC
Sonda com veículo de exploração deve ser lançada em dezembro

A ideia dos chineses é usar a sonda não tripulada Chang'e-3 para liberar na superfície do satélite um veículo de exploração com seis rodas chamado Yu Tu, ou "Coelho de Jade", em alusão um personagem do folclore chinês que viveria na Lua.

O nome foi escolhido depois de uma pesquisa online da qual milhões de pessoas participaram. Caso consiga realizar a missão, a China se tornará apenas o terceiro país a pousar uma sonda na superfície lunar, depois dos EUA e da União Soviética.

Orgulho

O lançamento da primeira sonda chinesa com a missão de pousar na Lua foi previsto inicialmente para agosto. Depois do adiamento, se tudo sair de acordo com o planejado, a Chang'e-3 deve pousar na Lua em algum momento no meio de dezembro.

O Yu Tu deve explorar uma região da Lua chamada Baía do Arco-Íris, onde vai fazer suas pesquisas durante três meses. A China enviou seu primeiro astronauta para o espaço em 2003, se transformando no terceiro país a conseguir, no período pós-soviético, realizar viagens espaciais tripuladas de forma independente, depois da Rússia e dos Estados Unidos.

O programa espacial do país, que conta com o apoio dos militares, é um motivo de orgulho nacional. Em junho três astronautas chineses passaram 15 dias em órbita e acoplaram a nave onde estavam com um laboratório espacial experimental.

Em 2007, o país enviou sua primeira uma espaçonave não tripulada, a Chang'e-1, para a órbita da Lua. A nave permaneceu no espaço durante 16 meses antes de ser derrubada de propósito na superfície do satélite.

Leia tudo sobre: inovaçãociênciasonda lunarluachina

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas