Morre Frederick Sanger, 'pai da era genômica' e vencedor de dois prêmios Nobel

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Bioquímico britânico tinha 95 e foi pioneiro em determinar a sequencia das bases dos ácidos nucléicos

AP
Frederick Sanger posa para foto em outubro de 1958, em sua casa em Cambridge, Inglaterra

Morreu aos 95 anos o Bioquímico britânico Frederick Sanger, que venceu duas vezes o prêmio Nobel de químico e foi pioneiro no sequenciamento genético. O cientista morreu na terça-feira (19) no Hospital de Addenbrooke, em Cambridge. O laboratório de Biologia Molecular MRC, que Sanders ajudou a fundar em 1962, confirmou a morte do cientista apenas nesta quarta-feira (20).

História: O intrincado mundo do Prêmio Nobel

Sanders, junto com Marie Curie, Linus Pauling e John Bardeen foram os únicos cientistas laureados duas vezes pelo prêmio Nobel. Sanger ganhou o prêmio pela primeira vez em 1958, quando tinha 40 anos, pelos trabalhos sobre estrutura protéica. Ele conseguiu determinar a sequencia de aminoácidos na insulina e mostrou como eles estão ligados.

Mais tarde, ele tornou sua atenção para a sequencia de ácidos nucleicos e desenvolveu técnicas para determinar a sequencia do DNA.

O segundo prêmio Nobel veio em 1980 por ter determinado a sequencia das bases de ácidos nucléicos. O prêmio foi atribuído conjuntamente com Paul Berg, da Universidade de Stanford e Walter Gilbert, da Universidade de Harvard.

Jeremy Farrar, diretor da Wellcome Trust, chamou Sanger de “pai da era genômica".


(Com informações da AP)

Leia tudo sobre: genéticaprêmio nobel

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas