Engenharia do futuro: conheça finalistas de concurso de invenções

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

Prêmio pagará R$ 105 mil ao projeto vencedor; entre os projetos competidores, há um imobilizador de plástico que substitui o gesso e carregador que capta energia eólica

BBC

Vinte invenções foram pré-selecionadas para o prêmio James Dyson de engenharia deste ano. O vencedor ganhará o prêmio de 30 mil libras (R$ 105 mil). Ao todo, 650 projetos competiram, de 18 países.

Conheça a nova home do Último Segundo

Veja galeria de fotos com os 20 finalistas do prêmio:

"Cortex" é imobilizador impresso em 3D com plástico reciclável. Ele pode ser usado como alternativa ao gesso, que é pesado e causa coceira e odor. Foto: James Dyson Award"Xarius" foi desenvolvido na Alemanha. O objeto usa o vento para gerar energia, podendo depois ser usado para recarregar outros dispositivos, como um celular por exemplo. Foto: James Dyson Award"Lenify" é uma maca que pode ser dividida em três partes, permitindo que paramédicos deslizem cada uma embaixo do paciente, em vez de ter que levantá-lo. Foto: James Dyson Award"Biowool" é um projeto britânico que pega restos de material da indústria da lã e transforma em material que pode ser usado como substituto para o plástico. Foto: James Dyson Award"Sono", da Áustria, procura anular certos sons, impedindo-os de passar pela janela. Usuários podem selecionar que tons eliminar via wi-fi. Foto: James Dyson Award"Roam" é nebulizador criado para crianças. Invenção inclui máscara nasal e é mais portátil do que as alternativas atuais para tratar ataque de asma. Foto: James Dyson Award"Hydros" atualiza maneira como são fabricados coletes salva-vidas. Ele é mais confortável e oferece melhor proteção contra o frio que os tradicionais. Foto: James Dyson Award"Gluco" usa smartphone ligado a relógio para medir quantidade de glicose no sangue; se o nível se tornar muito alto ou baixo, informação é repassada para um contato. Foto: James Dyson AwardComponentes da mão protética Handie podem ser reproduzidos com impressora 3D . Foto: James Dyson Award"Awaring" foi projetado para ajudar pessoas com perda auditiva a acompanhar conversas. O dispositivo usa luzes para indicar quem está falando e quão alto. Foto: James Dyson Award"Titan Arm" é exoesqueleto que promete estimular a força do usuário. Ele pode ser usado para auxiliar na regeneração das fibras musculares. Foto: James Dyson AwardProjetado por uma equipe de engenheiros da Irlanda, "Mamori" é um protetor de boca equipado com sensores. Seu objetivo é acompanhar atletas e alertar médicos se detectar um. Foto: James Dyson Award"Renewable Wave Power" usa pistões interligados para colher energia das marés e resolve problema desse tipo de gerador, que só funciona quando água viaja em uma direção. Foto: James Dyson Award"TeamO" foi desenvolvido por criadores britânicos  para garantir que uma pessoa conduzida por salva-vidas permaneça com o rosto para fora d'água. Foto: James Dyson AwardFerramenta automatizada para fazer suturas durante cirurgias abdominais deixa médicos livres para realizar outras tarefas. Foto: James Dyson Award"Stack" é uma impressora fina que se move sobre a pilha de papel, e dispensa a necessidade de introduzir papel como nos dispositivos convencionais. Foto: James Dyson Award"Comb" é um projeto austríaco de caminhão basculante sem condutor. A proposta é usar a tecnologia de localização por GPS para direcionar o veículo. Foto: James Dyson Award"Revolights", é um produto americano que tem como objetivo proteger o ciclista. É composto por luzes de LED e colocado nas rodas da bicicleta. . Foto: James Dyson Award"Oltu" promete mais espaço na geladeira, por armazenar frutas e vegetais. Invenção espanhola usa excesso de calor produzido atrás da geladeira para gerar energia . Foto: James Dyson AwardE-health usa computadores Raspberry Pi e Arduino para oferecer uma opção barata de medição de pressão, de níveis de oxigênio no sangue, e outros dados biométricos. Foto: James Dyson Award

Entre os selecionados está o vencedor da rodada britânica, o gerador "Renewable Wave Power", dispositivo que colhe energia das marés usando dois pistões.

Outros concorrentes são o "Xarius", objeto móvel que usa o vento para gerar energia, podendo depois ser usado para recarregar outros dispositivos, como um celular por exemplo.

O "Biowool" usa restos da indústria da lã e os transforma em material que pode ser usado como substituto para o plástico; o "Cortex" é um imobilizador impresso em 3D que pode ser usado como alternativa para o gesso; e o "Mamori", um protetor de boca inteligente para atletas, equipado com sensores que pode alertar médicos caso seja detectado um alto risco de concussão.

O vencedor internacional será anunciado no dia 7 de novembro, junto com dois projetos que ficarão em segundo lugar.

Leia tudo sobre: bbcinvençõesengenhariaciência

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas