Novo software detecta alterações em fotos

Por The New York Times |

compartilhe

Tamanho do texto

Sistema desenvolvido por pesquisadores americanos usa algoritmos para descobrir sombras suspeitas nas imagens

Nasa
O novo software considera que as fotos da missão Apollo, como a acima, são verdadeiras

Com o uso de algoritmos programados para descobrir sombras suspeitas, cientistas da computação de Dartmouth e da Universidade da Califórnia, em Berkeley, afirmam ter desenvolvido um software que consegue detectar com segurança fotos falsas ou modificadas.

A técnica pode ser útil no campo emergente da fotografia forense, afirmou Hany Farid, professor de ciência da computação de Dartmouth e desenvolvedor de softwares. Na era do Photoshop, a detecção de fotos manipuladas é cada vez mais uma prioridade para advogados, jornalistas e pessoas envolvidas na execução de leis e na segurança nacional.

Leia:
Cientistas desenvolvem detector de mentiras a partir de análise facial
Cientistas 'encolhem' foto da 'Playboy' para tamanho de fio de cabelo
Software recria monumentos em 3D a partir de fotos online
Computadores que sabem como você se sente

Para determinar a autenticidade de uma imagem, o software usa fórmulas geométricas para detectar e analisar sombras que são invisíveis a olho nu. Em seguida, ele alinha as sombras com o uso de uma fonte potencial de luz. Caso não consiga alinhar as sombras, o software considera a imagem fisicamente improvável.

A análise de sombras é uma técnica comum da fotografia forense, relata o estudo, publicado na edição de setembro do periódico ACM Transactions on Graphics. Entretanto, o olho é simplesmente incapaz de competir com a sofisticação dos softwares de manipulação de imagem atuais.

"Estudos perceptuais demonstram que o cérebro não tem sensibilidade para detectar inconsistências macroscópicas das sombras", afirmou Farid. "Isso significa que o analista talvez não seja muito bom em determinar se as sombras são ou não reais. Entretanto, importante sobre essa informação é que o falsificador talvez não perceba que colocou uma sombra incorreta na imagem."

Para demonstrar o software, os pesquisadores analisaram uma foto da chegada à Lua de 1969. Eles determinaram que a imagem não é falsa.

Leia tudo sobre: tecnologiacomputaçãofotografiaphotoshop

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas