Show no céu: a aurora boreal do Alasca

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

"Mesmo quando você vê, não acredita. Ela é inacreditável, até mágica", diz fotógrafo sobre o fenômeno celeste

BBC

A aurora boreal, um fenômeno natural de luz, foi retratada pelo fotógrafo americano Steven Kazlowski em regiões do Alasca conhecidas como Cleary Point e North Slope. Foto: Steven Kazlowski"Eu acho que a aurora boreal é transcedental", disse Kazlowski. "Mesmo quando você vê, não acredita. Ela é inacreditável, até mágica". Foto: Steven KazlowskiO fenômeno é causado por partículas de gás carregadas que saem do Sol na forma de um "vento solar", interagindo com o campo magnético da Terra. Foto: Steven KazlowskiAs cores dependem do tipo de gás. Brilhos de cor verde ou vermelha são formados a partir do oxigênio. As cores azul e lilás são causadas pelo nitrogênio. Foto: Steven KazlowskiO aumento das erupções solares devem fazer da aurora polar um evento mais frequente. Foto: Steven Kazlowski"Eu tenho fotografado as auroras boreais de forma intermitente, sempre que tenho uma oportunidade, nos últimos 20 anos", disse Kazlowski. Foto: Steven Kazlowski"Ver a aurora boreal de perto cria uma sensação de euforia", disse o fotógrafo. "É algo surpreendente o bastante para que as pessoas passem a noite no frio para ver". Foto: Steven Kazlowski

A aurora boreal – um fenômeno natural de luzes no céu – do Alasca foi registrada pelo fotógrafo americano Steven Kazlowski.

O fenômeno é causado por partículas de gás carregadas que são expelidas do Sol em explosões e chegam à Terra na forma de um "vento solar" - interagindo com o campo magnético do planeta e formando um show de cores no céu.

As partículas "excitam" gases na atmosfera e depois os tornam brilhantes. As cores dependem do tipo de gás. Brilhos de cor verde ou vermelha são formados a partir do oxigênio. As cores azul e lilás são causadas pelo nitrogênio.

A galeria de fotos acima é resultado de um trabalho de 20 anos do fotógrafo acompanhando o fenômeno nos Estados Unidos.

Leia também: 

Astrônomo amador filma duplo fenômeno raro na Escócia

Cientistas avaliam consequências das tempestades solares

Tempestades solares ameaçam redes elétricas e de comunicações

Leia tudo sobre: ciênciaaurora borealalascagasesfenômeno

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas