Estudando imagens antigas do Hubble, cientista descobriu novo satélite do planeta

Reuters

Netuno com suas luas, inclusive a recém-descoberta  S/2004 N 1
NASA/ESA
Netuno com suas luas, inclusive a recém-descoberta S/2004 N 1

Um astrônomo que estudava imagens de arquivo de Netuno feitas pelo telescópio espacial Hubble localizou a 14ª lua na órbita do planeta, disse a Nasa nesta segunda-feira (15).

Como a Terra: Hubble encontra outro planeta azul

Esse satélite tem um diâmetro estimado em apenas 20 quilômetros e orbita Netuno a uma distância de 105,3 mil quilômetros.

Leia também:
Observatórios fazem mutirão para ver objeto gelado além de Netuno
Netuno completa 1ª órbita desde que foi descoberto há 165 anos
Telescópio Hubble descobre quinta lua de Plutão

O astrônomo Mark Showalter, que trabalha no Instituto Seti, em Mountain View, na Califórnia, usou imagens do Hubble para procurar luas dentro dos tênues fragmentos de anéis que circulam Netuno, mas achou a nova lua quando decidiu aplicar o programa de análise em uma parte mais vasta do céu.

"Estávamos processando os dados já fazia bastante tempo, e por um capricho eu disse: 'Ok, vamos olhar mais longe'", contou Showalter à Reuters.

Ele contou que programou o computador e saiu para caminhar enquanto o trabalho era feito, cerca de uma hora. "Quando voltei, olhei para a imagem e lá estava esse ponto extra que não deveria estar lá."

Análises posteriores com outras imagens de arquivo feitas pelo Hubble confirmaram que se tratava de uma lua. Showalter e seus colegas ainda estão pensando em um nome para propor à União Astronômica Internacional.

Veja outras imagens do espaço:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.