Seriam os homens os 'culpados' pela menopausa?

Por BBC | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Nova teoria evolutiva diz que preferência dos homens por mulheres mais jovens acabou induzindo o encerramento do ciclo de fertilidade em mulheres mais velhas

BBC

Getty Images
Cientistas utilizaram métodos de simulação por computador analisando comportamento humano de milhares de anos

Sensação de calor, suor noturno, variações de humor: esses efeitos colaterais comuns da menopausa feminina podem ser culpa dos homens, sugerem especialistas.

Especialistas em evolução genética da McMaster University, no Canadá, dizem que a tendência dos homens em escolher parceiras mais jovens fez com que a fertilidade de mulheres perdesse sua necessidade.

Em artigo publicado na revista científica PLOS Computational Biology, eles afirmam que essa tendência eventualmente acabou criando a menopausa.

Leia mais:
Estudo descreve evolução humana em cidade canadense
12 passos para uma menopausa saudável

Um especialista britânico, entretanto, ressalta que essa preferência masculina por parceiras mais jovens pode ter surgido exatamente porque as mulheres mais velhas não eram mais férteis.

Preferência pelas jovens
Cientistas sempre estiveram intrigados pelas razões que levariam a espécie humana a parecer ser a única em que as fêmeas não têm a capacidade de reprodução por toda a vida.

Algumas teorias já propuseram o conceito batizado de "efeito avó", que sugere que as mulheres perdem a capacidade fértil na idade em que não seriam aptas a ver seus filhos crescerem. Com isso, elas passariam a ficar mais disponíveis para cuidar dos filhos das mulheres mais jovens.

A menopausa, segundo essa teoria, passou a ser um fator de bloqueio para que mulheres mais velhas continuassem a reproduzir.

Entretanto, a nova teoria sugere que isso funcionaria de maneira oposta. Ou seja: o fato de não serem escolhidas como parceiras fez com as mulheres mais velhas passassem a ficar inférteis, iniciando assim o processo da menopausa.

Utilizando métodos de simulação por computador, o time da McMaster University concluiu que a preferência masculina pelas jovens estaria por trás do surgimento da menopausa.

Para Rama Singh, geneticista evolutivo que liderou a pesquisa, "existe evidência na história da humanidade de que sempre existiu uma preferência por mulheres jovens".

Singh enfatizou que sua equipe levou em conta o desenvolvimento humano há milhares de anos, em vez de se focar apenas em traços sociais atuais.

Resposta evolutiva
Na Grã-Bretanha, a idade média de entrada na menopausa é 52 anos, e as mulheres vivem por outros 30 anos.

Rama Singh disse que essa extensão da longevidade, somadas a uma maternidade mais tardia, poderiam, eventualmente, acabar alterando a chegada da menopausa depois de um significativo espaço de tempo.

"O sistema social está mudando. Existem mulheres que estão começando suas famílias mais tarde para estudarem ou por causa da carreira".

Ele sugeriu que essa tendência significaria que todas as mulheres passariam a ter uma menopausa mais tardia, e aqueles genes seriam repassados para suas filhas "com a possibilidade desse ciclo ser atrasado".

Discordância
Entretanto, Maxwell Burton-Chellew, biólogo evolutivo do Departamento de Zoologia da Universidade de Oxford, rebateu essa teoria.

"Os autores (do estudo canadense) argumentam que a menopausa existe por causa da preferência dos homens por parceiras mais jovens. Entretanto, isso é provavelmente o contrário: a preferência dos machos por fêmeas mais jovens acontece, possivelmente, porque as mais velhas são menos férteis", explica.

"Eu acredito que faz mais sentido ver essa preferência dos machos por fêmeas mais jovens provavelmente como resposta evolutiva à menopausa. Podemos, assim, assumir que os nossos ancestrais do sexo masculino foram inteligentes em copular com mulheres jovens que pudessem produzir filhos".

Ele ainda adiciona: "evolutivamente falando, fêmeas mais velhas enfrentaram uma 'decisão' interessante: ter um filho que poderia não alcançar a idade adulta antes da sua morte ou parar de reproduzir e passar a se focar na ajuda a mulheres da família que pudessem reproduzir".

Leia tudo sobre: menopausaevolução

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas