Segundo astrônoma, corpo celeste seria detrito do cometa Halley, com tamanho e brilho pouco comuns; assista

BBC

Moradores de várias partes do oeste da Grã-Bretanha observaram a passagem de um meteoro na noite de quarta-feira.

Imagens do meteoro foram captadas por câmeras de circuito interno da BBC em Cardiff, no País de Gales.

Segundo a astrônoma Maggie Aderin-Pocock, o fenômeno teria sido provocado por detritos do cometa Halley.

Leia:
Nasa divulga imagens do 'cometa do século'
Teorias astronômicas tentam explicar Estrela de Belém
Descoberta aumenta número de cometas conhecidos fora do Sistema Solar

"O que foi pouco usual sobre esse meteoro foi seu tamanho. Parece que esse foi particularmente grande e brilhante, por isso chamou tanto a atenção", afirmou.

Segundo ela, o corpo celeste é muito provavelmente parte da chuva de meteoros Eta Aquarids , que são os detritos deixados pelo caminho pelo cometa Halley.

"Duas vezes ao ano, passamos pelos detritos deixados pelo cometa, e quando isso acontece, vemos mais estrelas cadentes, mas desta vez deve haver um pedaço maior deixado pelo cometa, o que provocou a visão de um meteoro tão brilhante", explicou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.