Antes de receber prótese parecida com uma asa, foi testada uma rodinha no lugar da pata amputada, mas o jabuti não conseguia manter o equilibrio

Agência Estado

Mutilado em uma cerca elétrica, o jabuti Rubinho ganhou uma prótese parecida com uma asa e voltou a andar. Antes disso foi testada uma rodinha no lugar da pata amputada, mas ele vivia tombando e corria o risco de morrer asfixiado. Rubinho vinha se locomovendo com rodinhas desde 2011, quando perdeu um dos membros. Ele foi encontrado por duas freiras de Uberaba e enviado para o zoológico local.

Leia também:
Jacaré sem cauda ganha prótese de borracha; assista
Galinha que perdeu bico ganha prótese
Vídeo: Tartaruga ganha próteses de nadadeiras no Japão
Tartaruga consegue fugir de zoológico de Nova York

A nova prótese foi desenvolvida no Hospital Veterinário de Uberaba (HVU), onde o animal faz tratamento desde o acidente, há quase dois anos. O novo artefato foi confeccionado em PVC e tem quatro milímetros. Foi planejado, em dois meses de estudo, pelo médico veterinário Cláudio Yudi, com o apoio dos alunos da Universidade de Uberaba, mantedora do hospital. Foi preciso uma cirurgia para colocar a prótese que, segundo o veterinário, vai garantir melhor qualidade de vida ao animal mesmo no cativeiro. O jabuti já conseguiu voltar à posição normal e andar com equilíbrio.

Esta não foi a primeira invenção de Cláudio Yudi para ajudar animais. Ele já fez uma espécie de cadeira de rodas para uma cadela atropelada e, em outra situação mais complicada, usou resina, clipes e parafusos para prender de volta o casco de um cágado que havia sido atacado por cães.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.