As maiores descobertas científicas da História

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Escolha qual a descoberta ou avanço da Ciência que mais mudou a vida do homem

A humanidade deve muito a alguns visionários, que movidos por sua curiosidade, dedicaram suas vidas a entender como o mundo funciona. Por causa deles, a qualidade de vida da humanidade deu grandes saltos, e muito do que consideramos hoje lugar comum só foi possível por causa de certas descobertas e avanços científicos.

Veja abaixo quais as maiores feitos e descobertas científicos escolhidos pelo iG e vote na sua preferida na enquete


 

Getty Images
A chegada dos astronautas à Lua em 1969 foi um feito ainda não superado

Chegada do homem à Lua
A corrida espacial dos anos 60, fruto da rivalidade entre Estados Unidos e Rússia durante a Guerra Fria, chegou ao seu ápice com a chegada dos astronautas da Apollo 11 à Lua em 1969, um feito ainda não superado nem pelos americanos nem por outros países como Rússia e China.

Se cientificamente missões não tripuladas (a exemplo do telescópio espacial Hubble e o jipe-robô Curiosity) trazem bem mais resultados, elas não existiriam sem os investimentos em tecnologia colocados em agências espaciais como a Nasa nos anos 1960.

Os mesmos investimentos também trouxeram melhorias para o dia a dia: aparelhos ortodônticos invisíveis, aspiradores sem fio, filtros de água e lentes resistentes a riscos são todos invenções da agência espacial americana, por exemplo.


 

Getty Images
Descoberta em 1953 ajudou a elucidar os mecanismos de herança genética

Estrutura do DNA
A estrutura de dupla hélice descoberta em 1953 por James Watson e Francis Crick ajudou a elucidar os mecanismos de herança genética e abriu o caminho para todos os estudos genéticos que conhecemos hoje.

Transgênicos, sequenciamento de genomas e tratamentos para doenças hereditárias só foram possíveis a partir da dupla hélice, que deu a Watson e Crick o Nobel de Medicina em 1962.






Getty Images
Espaço, tempo, massa e gravidade estão relacionadas entre si

Teoria da Relatividade
Concebida pelo alemão Albert Einstein, ela revolucionou a Física ao postular que grandezas como espaço, tempo, massa e gravidade estão relacionadas entre si e variam de acordo com o referencial usado.
De acordo com a relatividade, por exemplo, nada pode ser mais rápido que a velocidade da luz e energia e matéria estão ligadas – foi com base neste conceito que Einstein criou a famosa equação E=mc2 (energia igual a massa vezes a velocidade da luz ao quadrado).

A Teoria da Relatividade é usada como suporte para a hipótese do Big Bang (na qual todo o universo se expandiu a partir de uma explosão) mas também é essencial para calibrar os cronômetros dos satélites dos Sistemas de Posicionamento Global, o GPS. Sem eles, viagens de avião, navio ou de carro seriam bem mais difíceis e perigosas.


 

Getty Images
Desenhos feitos por Darwin mostram diferenças no bico de tentilhões de Galápagos, que geraram a teoria da Seleção Natural

Seleção Natural
Em seu livro “A Origem das Espécies” de 1859, o naturalista britânico Charles Darwin propôs uma explicação para o processo de mudanças pelas quais passam todos os seres vivos.

De acordo com Darwin, se trata da seleção natural, em que características hereditárias mais favoráveis para um determinado ambiente são retidas pelas gerações seguintes, enquanto traços menos vantajosos tornam-se cada vez menos comuns.

Este princípio norteia a ideia da evolução, que diz que todos os seres vivos se originaram de um ancestral comum, uma forma mais simples de vida.

A teoria causa polêmica até hoje, mas foi a melhor explicação científica encontrada até agora para a diversidade vista em plantas, animais e fósseis.


 

Getty Images
Apenas no século 19 foi possível armazenar e distribuir energia elétrica

Descoberta da eletricidade
Apesar dos fenômenos elétricos serem conhecidos desde a antiguidade, foi apenas a partir do século 19 que os avanços científicos e tecnológicos permitiram a possibilidade da energia elétrica ser armazenada e distribuída, permitindo seu uso industrial e residencial.

Alessandro Volta inventou a bateria, em 1800, Faraday inventou o motor elétrico em 1821 e os trabalhos posteriores de Nikola Tesla, Thomas Edison e Lord Kelvin, entre outros, fizeram com que a energia elétrica se tornasse indispensável para a vida moderna.


 

Getty Images
Imagem de microscópio eletrônico de um citomegalovírus

Teoria dos germes
A medicina não seria a mesma sem Louis Pasteur. O químico e microbiólogo francês conseguiu provar na década de 1860 que a causa de muitas doenças infecciosas era a contaminação por microorganismos, tanto do corpo quanto de alimentos consumidos por seres humanos.

Além de criar o processo de fervura de líquidos em altas temperaturas para matar bactérias e fungos (daí o nome pasteurização), ele também sugeriu que um modo de evitar doenças seria prevenir a entrada de micróbios no corpo, o que fez com que pesquisadores posteriores propusessem a assepsia antes de cirurgias, por exemplo e desencadeou um novo comportamento em relação à higiene pessoal que diminuiu drasticamente a incidência de doenças e melhorou muito a qualidade de vida da população em geral.

Leia tudo sobre: ciênciaenquete

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas