Equipamento da Agência Espacial Europeia está sendo aposentado, mas ajudou a coletar muitas novas informações sobre corpos celestes como galáxias e estrelas

BBC


O telescópio espacial da Agência Espacial Europeia (na sigla em inglês, ESA) Herschel deve encerrar suas operações em março depois de conseguir reunir um vasto catálogo de imagens do espaço.

Veja: Imagens do espaço

O Herschel será lembrado pelas imagens impressionantes de grandes panoramas de gás e poeira, mostrando nuvens e filamentos invisíveis a telescópios óticos como o Hubble.

O equipamento de 1 bilhão de euros emprega detectores especiais que precisam ser mantidos em temperaturas excepcionalmente baixas. Mas o gás hélio que move o refrigerador se esgotará em algumas semanas, o que deixará o telescópio 'cego'.

Leia também:
Novo telescópio de raios-X revela imagem inédita de buracos negros
Telescópio capta imagem de berçário de estrelas
Hubble produz imagem detalhada do universo distante
Telescópio encontra moléculas de oxigênio no espaço

Com seus detectores infravermelhos, o Herschel conseguiu captar imagens inéditas e fornecer novas informações sobre locais e corpos celestes conhecidos e sobre processos de formação de estrelas e evolução das galáxias.

O Herschel tinha um espectrômetro capaz de decifrar a química de regiões do espaço.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.