Toupeira tem olfato em estéreo

Por The New York Times |

compartilhe

Tamanho do texto

Cientista descobriu que espécie, que é cega, desenvolveram esta capacidade para localizar presas mais rapidamente

The New York Times
Toupeiras conseguem cheirar presas usando as duas narinas "em estéreo"

Os seres humanos e outros mamíferos enxergam e escutam em estéreo. Mas e o olfato?

"Há muito tempo que as pessoas questionam se o olfato também tem esse componente", disse Kenneth C. Catania, biólogo da Universidade Vanderbilt. Agora, ele e seus colegas relatam no periódico Nature Communications que as toupeiras, que são cegas, têm essa capacidade e a usam para localizar rapidamente sua presa.

Catania criou uma câmara com poços de alimentos espaçados em torno de um semicírculo e observou como as toupeiras detectavam a comida. A câmara foi selada, então as alterações na pressão do ar indicavam que os animais estavam inalando.

Leia:
Nariz tem pontos específicos para identificar cheiros
Vídeo: Cientistas desenvolvem nariz artificial
Cientistas descobrem que pássaro usa o olfato
Evolução do cérebro dos mamíferos começou pelo olfato

Movendo o nariz para a frente e para trás, as toupeiras se alinharam com a comida em menos de cinco segundos.

Catania, em seguida, bloqueou uma das narinas das toupeiras com um tubo de plástico. Quando a narina esquerda foi bloqueada, as toupeiras desviaram para a direita, e quando a direita foi bloqueada, elas desviaram para a esquerda. Embora ainda fossem capazes de encontrar a comida, elas levaram muito mais tempo.

Para confirmar que as toupeiras usam um olfato em estéreo, Catania colocou tubos de plástico em ambas as narinas e depois os cruzou.

Isso confundiu as toupeiras, levando-as a pensar que a comida à sua direita estava realmente localizada à sua esquerda. Sua resposta confirmou que as toupeiras de fato possuem um olfato em estéreo, disse Catania.

Pesquisas anteriores indicam que ratos podem cheirar em estéreo, e há sugestões de que o mesmo ocorra com tubarões e formigas.

"Ainda não se sabe quantos animais podem fazer isso, e essa informação pode nos dizer o quão primitivo é isso", explicou Catania. "Se apenas alguns animais possuem esse mecanismo, então pode ser uma evolução recente."

Sendo assim, os humanos podem cheirar em estéreo? Improvável, disse ele. 

Leia tudo sobre: sentidosolfatotoupeiramamífero

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas