Calor recorde nos EUA provoca a floração mais antecipada da história

Por Maria Fernanda Ziegler - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Estudo mostrou que flores surgiram com quase um mês de antecedência em relação a média de 1850, quando os dados começaram a ser coletados

Getty Images
Estudo mostrou que altas temperaturas em 2010 e 2012 fez com flores surgissem mais cedo nos EUA

Os Estados Unidos estavam tão quentes nas primaveras de 2010 e 2012 que outro recorde foi batido: houve a floração mais antecipada da história. Em 1850, a média para a primeira floração em Massachusetts era o dia 15 de maio. Nos últimos nove anos, ela ocorreu em 4 de maio. Já em 2010 e 2011, ela aconteceu em dia 24 de abril e 25 de abril, respectivamente. A antecipação de quase um mês impressionou os pesquisadores.

O ano de 2012 foi o mais quente da história dos Estados Unidos. A combinação de seca em vários lugares e um inverno fraco puxaram as temperaturas média do ano para 13°C , o que foi 0,6 °C mais alto que o recorde anterior, que ocorreu em 1998. De acordo com estudo da Universidade de Brown, as altas temperaturas tiveram consequências ainda maiores para a natureza.

Leia mais:
Impacto do aquecimento global nas plantas é maior do que se pensava
Engorda de plantas com CO2 retardaria aquecimento global
Plantas amazônicas estavam adaptadas para aquecimento global
Diversidade de plantas no semi-árido é fundamental para atenuar o aquecimento

Elizabeth Ellwood, autora da pesquisa publicada nesta quarta (16) no periódico científico PLOS ONE, explica que a floração antecipada ocasiona diversas mudanças no ecossistema como uma reação em cadeia, ainda não completamente esclarecida, para a produção das plantas, polinizadores e ecossistema em geral.

Estudos anteriores mostraram que o aumento da temperatura tem feito com que marmotas saiam mais cedo de suas tocas e que aves migratórias estão chegando em média com uma semana de antecedência aos seus locais de procriação.

Uma coisa se sabe concretamente: quanto mais cedo a flor desabrochar, mais cedo será o período de crescimento das plantas e com isto, ocorrem fortes alterações no ecossistema. “Plantas captam mais água quando estão crescendo, o que afeta o ciclo da água. As plantas também usam o dióxido de carbono na fotossíntese , o que significa que a atmosfera também é afetada. Insetos e outros animais também dependem das flores para polinização e alimento”, disse.

Os pesquisadores afirmam que os dados coletados em Massachussetts podem ser aplicados em todos os Estados Unidos, pois as florestas contém uma ampla variedade de espécies encontradas em quase todo o País.  No entanto, eles relutaram em extrapolar os dados para o resto do Hemisfério Norte e do mundo. O estudo observou que algumas espécies florescem quatro dias antes para cada 1ºC que aumenta na temperatura.

Leia tudo sobre: floresaquecimento global

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas