Nasa faz sondas espaciais colidirem contra a Lua

Agência espacial americana encerrou a missão das sondas Grail e manobrou o impacto dos equipamentos contra uma cratera lunar

AFP |

AFP

Duas sondas gêmeas americanas foram atiradas contra a Lua, conforme o previsto , nesta segunda-feira (17), depois de uma bem sucedida missão destinada a mapear a superfície do satélite natural da Terra e medir seu campo gravitacional, confirmou a Nasa.

As sondas denominadas Ebb e Flow, do tamanho de uma máquina de lavar roupas, bateram em uma montanha próxima ao polo norte lunar, perto da cratera de Goldsmith, pouco antes das 20h30, hora de Brasília. Veja o vídeo:

A sonda Ebb foi a primeira a tocar o solo, seguida 30 segundos depois da Flow, a uma velocidade de 6.050 km/hora, informou a agência espacial americana.

Não há imagens diretas do impacto, visto que a região onde ocorreu estava na escuridão, informou a Nasa.

Leia também:
Sondas da Nasa vão cair na Lua
Sondas Grail revelam que asteroides danificaram crosta lunar
Nasa divulga imagens inéditas da superfície lunar
Modelo matemático indica que Terra pode ter tido duas Luas 

A agência tinha explicado na semana passada a decisão de encerrar a missão das duas sondas devido ao baixo nível de combustível em suas reservas, o que permitiria realizar mais atividades científicas.

As sondas conseguiram criar o mapa de gravidade de maior resolução já captado de um corpo celeste. Isto ajudará a proporcionar um conhecimento melhor de como a Terra e outros planetas rochosos no Sistema Solar se formaram e evoluíram, reportou a Nasa.

A agência calculou minuciosamente a trajetória final das duas sondas para se assegurar de que não colidiriam contra um "lugar histórico" da Lua, como os locais de pouso das missões Apollo.

    Leia tudo sobre: luagrailnasaespaço

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG