O físico inglês e a instituição europeia ganharam seis milhões de reais cada um por suas contribuições para a Física moderna

Fabiola Gianotti  e Joe Incandela, do CERN, são dois dos sete cientistas premiados pelo Bóson de Higgs
AP
Fabiola Gianotti e Joe Incandela, do CERN, são dois dos sete cientistas premiados pelo Bóson de Higgs

O Prêmio de Física Fundamental, financiado pelo bilionário russo Yuri Milner, ofereceu nesta terça-feira (11) dois prêmios especiais de três milhões de dólares cada (cerca de 6 milhões de reais) para o físico inglês Stephen Hawking e para um grupo de sete cientistas do maior acelerador de partículas do mundo, o LHC (Grande Colisor de Hádrons, na sigla em inglês) responsável pela descoberta do Bóson de Higgs , a chamada "partícula de Deus".

Leia mais sobre Stephen Hawking:
Stephen Hawking: “vida após a morte é um conto de fadas”
Para Stephen Hawking, mulheres são maior mistério do universo
Cientista quer converter ondas cerebrais de Hawking em palavras
Stephen Hawking perde aposta por possível descoberta da 'partícula de Deus'

O físico Stephen Hawking desvendou alguns dos maiores mistérios do universo
AP
O físico Stephen Hawking desvendou alguns dos maiores mistérios do universo

De acordo com um comunicado da instituição, Hawking ganhou o prêmio pela descoberta da radiação dos buracos negros e por sua contribuição à física quântica e o estudos sobre o início do Universo.

O prêmio do Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (na sigla em francês, CERN), responsável pelo LHC, será dividido entre um cientista que supervisionou a construção do acelerador de partículas de 10 bilhões de dólares e seis físicos que coordenaram duas esquipes de 3000 pesquisadores cada. São eles: Peter Jenni, Fabiola Gianotti, Michel Della Negra, Tejinder Singh Virdee, Guido Tonelli, Joe Incandela e Lyn Evans.

Leia sobre o Bóson de Higgs:
Cientistas anunciam descoberta de possível Bóson de Higgs
Perguntas e respostas sobre o Bóson de Higgs
O que é o bóson de Higgs e como ele afeta a Física

(Com informações da AP)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.