Problema é mais um em uma série de falhas que afetaram o programa espacial russo nos últimos anos

AFP

A Rússia não conseguiu neste domingo colocar em órbita um satélite de comunicações, um novo fracasso para a indústria espacial deste país, que nos últimos anos acumulou algumas falhas, anunciou uma fonte oficial.

"No dia 9 de dezembro, quando se aproximava o momento da colocação em órbita do satélite Yamal-402, este se separou do foguete com quatro minutos de avanço", explicou a agência espacial russa Roskosmos em um comunicado.

No entanto, o satélite continua sob controle e deve poder integrar sua órbita com seus próprios motores, indicou a agência russa Interfax, uma fonte no seio da indústria espacial russa.

Yamal-402, que havia sido lançado no sábado do cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, pertence à Gazprom Space System, filial espacial e de telecomunicações do gigante de gás russo, e deve servir para as comunicações na Rússia, na Europa Central e Ocidental, no Oriente Médio e na África do Norte.

Nos últimos anos, a Rússia acumulou uma série de fracassos em seus lançamentos de satélites ou de veículos de carga em direção à estação espacial internacional. No entanto, todas as missões tripuladas ocorreram sem problemas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.