Cães conseguem detectar câncer de pulmão com o olfato

Animais foram capazes de identificar 70% dos casos durante estudo; cientistas pretendem criar uma espécie de "nariz eletrônico" para o diagnóstico precoce da doença

AFP | - Atualizada às

AFP

Getty Images
Pesquisa mostrou que cachorros são capazes de identificar 70 % dos casos de câncer

Os cães têm uma grande capacidade para detectar o câncer de pulmão com seu olfato apurado, uma descoberta que abre caminho para um diagnóstico precoce desta doença, afirma um estudo realizado na Áustria e publicado nesta quarta-feira (5).

"Os cachorros não têm qualquer problema para identificar os pacientes com tumores cancerígenos", explica Peter Errhalt, chefe do departamento de pneumologia do hospital de Krems, na Áustria, e um dos autores da descoberta.

Os cães do estudo sentiram o cheiro de 120 amostras com o hálito de pessoas doentes e saudáveis e conseguiram identificar em 70% dos casos as que sofriam com câncer de pulmão.

Este resultado é tão promissor que está previsto um novo estudo de dois anos com amostras de 1.200 pessoas, indicou Peter Errhalt em coletiva de imprensa.

Os resultados do estudo austríaco coincidem com outros testes realizados nos Estados Unidos e Alemanha.

Leia também:
Ansiedade acelera progresso do câncer 
Cães identificam câncer de intestino em fase inicial
Nova molécula abre caminho para tratamentos contra câncer

O objetivo em longo prazo é determinar quais são exatamente os odores que os cachorros são capazes de detectar, explica Michael Muller, do hospital Otto Wagner de Viena, que colaborou com o estudo.

Se for alcançado este objetivo, os cientistas poderão construir uma espécie de "nariz eletrônico" para diagnosticar o quanto antes o câncer de pulmão e aumentar assim as possibilidades de sobrevivência dos pacientes.

    Leia tudo sobre: cãesanimaiscâncer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG