Nuvem de lixo espacial pode ameaçar ISS

Explosão de equipamento de foguete russo causou agrupamento de detritos que podem entrar em rota de colisão com a Estação Espacial Internacional

AFP |

AFP

Uma nuvem de lixo espacial formada depois da explosão, este mês, da unidade de aceleração de um foguete Proton-M, pode representar uma ameaça à Estação Espacial Internacional (ISS), informou nesta quinta-feira (25) uma fonte do setor espacial russo, citada pela agência Interfax.

A unidade de aceleração russa explodiu em 16 de outubro passado. O foguete portador Proton-M, lançado em agosto foi incapaz de colocar em órbita dois satélites de telecomunicações por causa da falha técnica .

A nuvem é uma das maiores dos últimos anos e se soma a outros milhares de dejetos que já flutuam na órbita terrestre, um fenômeno que preocupante para os satélites e a Estação Espacial Internacional.

Leia também:
Vídeo: Empresa cria arpão para capturar lixo espacial
Estação espacial deve realizar manobra para não colidir com restos de satélite
Agência espacial europeia lança alerta sobre lixo espacial

Segundo a Nasa, mais de 21.000 dejetos de mais de 10 centímetros flutuam atualmente no espaço.

    Leia tudo sobre: issacidentefogueterússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG