Descoberta restauração dentária mais antiga do mundo

Pedaço de cera de abelha encontrado em fóssil de dente de 6.500 anos é uma das raras provas de odontologia pré-histórica

The New York Times |

Divulgação
Pesquisadores afirmam que cera de abelha encontrada em dente canino de 6.500 mil anos é a restauração dentária mais antiga que se tem conhecimento

Um pedaço de cera de abelhas em um maxilar de 6.500 anos parece ser a mais antiga evidência descoberta de restauração dentária.

A cera provavelmente foi aplicada como forma de diminuir a dor causada por uma fratura no esmalte ou nas camadas de dentina do dente, afirmou Claudio Tuniz, paleoantropólogo nuclear do Centro Internacional Abdus Salam de Física Teórica, na Itália.

Ele e seus colegas relatam as descobertas no periódico PLoS One.

Os detalhes baseados na descoberta desse exemplar único são imprecisos, afirmou o primeiro autor do estudo e arqueólogo do centro, Federico Bernardini.

Leia mais:
Fóssil de dentes em Israel pode mudar teoria da evolução humana
Cavalos foram domesticados há 6 mil anos na Eurásia, diz estudo
Arqueólogos acham indícios de divisão de classes na Idade da Pedra

"Não sabemos se a substância foi inserida pela própria pessoa, ou por uma espécie de médico", afirmou.

O maxilar foi descoberto em 1911 incrustado em uma pedra em uma caverna localizada na região onde hoje fica a Eslovênia. O objeto permaneceu por muitos anos no Museu de História Natural de Trieste, na Itália, sem ser estudado.

Através da análise de rádio-carbono, os pesquisadores determinaram que o dente e a cera de abelhas tinham 6.500 anos.

Os povos do período Neolítico que viveram na região naquele tempo atuavam principalmente como criadores de rebanho, afirmou Bernardini.

É provável que usassem os dentes como um "quinto membro", afirmou – como recurso para segurar os fios ao tecer, por exemplo. Também há evidências de que eles usavam materiais resinosos aromáticos produzidos por abelhas.

Embora raras, as evidências de odontologia pré-histórica existem. Sabe-se que a perfuração dentária, por exemplo, ocorria há 7500 anos na região onde hoje fica o Paquistão.

    Leia tudo sobre: odontologiapré-história

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG