Estudo de chimpanzés que se reconhecem ao olhar o traseiro vence Ig Nobel

Premiação homenageia com humor pesquisas científicas mais absurdas do ano. Entre os laureados também está pesquisa sobre força necessária para mover rabo de cavalo

AFP | - Atualizada às

AFP

AP
Plateia joga aviõezinhos de papel nos vencedores do Ig Nobel

Vinte cientistas, uma empresa russa e uma agência governamental americana foram agraciados com o Ig Nobel, o prêmio Nobel alternativo que distingue os trabalhos mais inusitados do mundo científico.

A cerimônia de entrega da 22ª edição dos Prêmios Ig Nobel foi realizada na Universidade de Harvard, na presença de vários cientistas vencedores da honraria, que se trata apenas de uma menção e não de um prêmio em dinheiro.

Os Prêmios Nobel alternativos distinguem a "investigação que faz as pessoas rirem e depois pensarem", segundo o site dos organizadores.

Em Neurociência, por exemplo, o prêmio foi para os americanos Craig Bennett, Abigail Baird, Michael Miller e George Wolford, que demostraram que os pesquisadores do cérebro podem provar, através da utilização de complicados instrumentos e uso de estatísticas, a atividade cerebral coerente em qualquer parte, mesmo em um salmão morto.

Saiba quem foram os premiados dos anos anteriores:
Dirigir de bexiga cheia e prefeito encrenqueiro levam Ig Nobel
Sexo de morcego e palavrão para aplacar dor levam Ig Nobel 2010
Vencedor do Nobel de Física de 2010 já ganhou Ig Nobe

Em Psicologia, os premiados foram Anita Eerland e Rolf Zwaan (Holanda) e Tulio Guadalupe (representante de uma equipe do Peru, Rússia e Holanda) por seu estudo "Inclinar-se para a esquerda faz com que a Torre Eiffel pareça menor", publicado em uma revista dessa disciplina.

O prêmio em Acústica foi para os japoneses Kazutaka Kurihara e Koji Tsukada, que criaram uma máquina que perturba o discurso de uma pessoa fazendo-a ouvir suas próprias palavras com uma leve diferença de tempo.

Em Anatomia, Frans de Waal (Holanda/EUA) e Jennifer Pokorny (EUA) foram os vencedores com sua pesquisa "Como os chimpanzés se reconhecem entre si apenas olhando fotografias de seus traseiros".

Em Física, Joseph Keller (EUA), Raymond Goldstein (EUA), Patrick Warren e Robin Ball (Reino Unido) levaram o prêmio por calcular "o equilíbrio de forças que dá forma e move o rabo de cavalo no cabelo humano".

Em Dinâmica de Fluidos, o estudo "O que acontece com uma xícara de café enquanto uma pessoa a segura e andar ao mesmo tempo" deu o prêmio a Rouslan Krechetnikov (Rússia/EUA/Canadá) e Hans Mayer (EUA).

Os Ig Nobel não apenas premiam as pessoas, mas também as empresas e governos.

Nessa área, o Prêmio Ig Nobel da Paz foi entregue à empresa russa SKN por "converter em diamantes novos antigas munições" e o de Literatura correspondeu ao Departamento de Contraladoria Geral do governo americano por difundir "um relatório de relatórios que recomendam a preparação de um relatório sobre o relatório do relatório de relatórios".

Uma das curiosidades da cerimônia é que os prêmios são entregues pelos laureados com o verdadeiro Nobel.

Este ano estiveram presentes o químico Dudley Herschbach (Prêmio Nobel em 1986), o economista Eric Maskin (2007) e o físico Roy Glauber (2005).

    Leia tudo sobre: ig nobelciência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG