Acordo de colaboração científica foi firmado em 2005 e renovado nesta segunda-feira (3)

EFE

A Comissão de Indústria do Parlamento Europeu deu nesta segunda-feira (3) sinal verde à renovação do acordo de cooperação científica e tecnológica assinado entre a União Europeia (UE) e o Brasil.

O relatório aprovado, que recomenda o prolongamento do acordo elaborado pela deputada italiana Amalia Sartori, recebeu 32 votos a favor e 1 contra na comissão parlamentar. Em 2005, a UE aprovou o pacto de colaboração no setor científico e tecnológico com o Brasil, que cobre áreas como biotecnologia, tecnologia da informação e comunicação, bioinformática e a micro e nanotecnologia.

Segundo o acordo entre as partes, o tratado "é baseado em princípios de interesse comum" e tanto a UE como o Brasil serão beneficiados de forma equilibrada. Ambas as partes se comprometeram também a intercambiar a informação de suas pesquisas, assim como proteger de maneira adequada seus direitos de propriedade intelectual.

Além disso, o acordo também impulsiona visitas e intercâmbios de cientistas, pesquisadores e analistas técnicos, e a organização conjunta de seminários científicos, conferências, simpósios e oficinas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.