Neil Armstrong será enterrado na sexta-feira em Cincinatti

O ex-astronauta, o primeiro homem a pisar na Lua, morreu no sábado aos 82 anos

EFE |

EFE

Divulgação/Nasa
Neil Armstrong, primeiro homem a caminhar na Lua, morreu neste sábado aos 82 anos

O americano Neil Armstrong, primeiro homem a pisar na Lua, será enterrado na cidade de Cincinatti na próxima sexta-feira (31), dia no qual todas as bandeiras americanas serão hasteadas a meio mastro, segundo determinação do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Armstrong faleceu no sábado , aos 82 anos, por complicações após passar por uma cirurgia no coração no início de agosto.

Leia mais: Morre Neil Armstrong, primeiro homem a pisar na Lua
'Um dos maiores heróis americanos', diz Obama sobre Neil Armstrong

TV iG: Assista a trecho da chegada de Neil Armstrong à Lua

O funeral do astronauta será uma cerimônia "privada e fechada para a família, na sexta-feira, em Cincinatti", disse o porta-voz da Nasa, Bob Jacobs.

Relembre: Armstrong diz que havia apenas 50% de chance de pousar na Lua

Saiba mais: Conheça o Programa Apollo

Obama fez uma declaração presidencial nesta segunda-feira na qual ordena, "como sinal de respeito pela memória de Neil Armstrong", que no dia de seu enterro "a bandeira dos Estados Unidos fique hasteada a meio mastro na Casa Branca e em todos os edifícios públicos, além de todos os postos militares e estações navais do país".

Além disso, as bandeiras das embarcações da Marinha deverão ser arriadas, assim como as das instalações militares e das embaixadas e consulados americanos no exterior, de acordo com a ordem presidencial.

Leia mais: Pesquisa defende preservação do legado de astronautas na Lua

Imagens: Veja a evolução dos trajes espaciais usados por astronautas da Nasa

Armstrong fez história na missão do Apolo 11 junto com os astronautas Buzz Aldrin e Michael Collins ao chegar à lua em julho de 1969. Tanto Obama como o administrador da Nasa, Charles Bolden, além de Mitt Romney, pré-candidato republicano à Presidência, e do secretário de Defesa, Leon Panetta, lamentaram a perda e definiram Armstrong como um "herói americano"


    Leia tudo sobre: neil armstrongluaastronautaapollo 11morteestados unidoseua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG