Morre Sally Ride, primeira mulher dos EUA a viajar ao espaço

A astronauta, que viajou com o ônibus espacial Challenger em 1983, morreu aos 61 anos de câncer pancreático

Reuters |

Reuters

Nasa
Sally Ride durante uma de suas viagens espaciais, na cabine do Challenger. A astronauta foi a primeira americana a viajar ao espaço

A primeira norte-americana a viajar ao espaço, Sally Ride, morreu aos 61 anos nesta segunda-feira após lutar 17 meses contra um câncer pancreático, informou sua organização, a Sally Ride Science, em San Diego.

Sally, formada em física, começou uma nova era para as mulheres norte-americanas em 1983 quando, aos 32 anos, ela e quatro tripulantes foram ao espaço com o ônibus espacial Challenger. Ela voltou ao espaço para uma segunda missão no ano seguinte.

"O voo histórico de Sally para o espaço capturou a imaginação da nação e a tornou um nome familiar", disse em comunicado a Sally Ride Science.

"Sally Ride quebrou barreiras com graça e profissionalismo e, literalmente, mudou a cara do programa espacial da América", disse o administrador da Nasa, Charles Bolden, um ex-astronauta, em comunicado.

"Ela fará falta, mas sua estrela sempre vai brilhar intensamente", disse Bolden.

Sally foi escalada para mais um voo espacial, mas o treinamento para a missão foi cortado após o acidente fatal da Challenger, em 1986, que custou a vida de seis colegas e uma professora.

Ela deixou a Nasa em 1989 e se juntou à Universidade de Stanford como professora. Seu interesse por educação foi estendido a alunos mais jovens, especialmente para mulheres, com a organização Sally Ride Science, em San Diego.

Leia também:
Infográfico: como voa um ônibus espacial
Conheça os ônibus espaciais
Perguntas e respostas sobre o fim dos ônibus espaciais
Análise: o legado dos ônibus espaciais

    Leia tudo sobre: nasaespaçoastronautaônibus espacial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG