Astrônomos afirmam ter feito observação espacial mais precisa da história

Telescópios no Chile, Hawaii e Arizona atingem uma precisão dois milhões de vezes melhor que a da visão humana

iG São Paulo | - Atualizada às

ESO/M. Kornmesser
Impressão artística do quasar 3C 279, que foi observado a partir da ligação de três telescópio

Astrônomos conseguiram observar o coração de um quasar distante, com uma precisão sem precedente e equivalente a dois milhões de vezes melhor que a visão humana. Para fazer a observação direta mais precisa até hoje do centro de uma galáxia distante, Uma equipe internacional ligou, pela primeira vez, o telescópio Atacama Pathfinder Experiment (APEX) com dois outros telescópios no Havaí e no Arizona.

Veja também as últimas fotografias divulgadas pela agências espaciais

O quasar brilhante 3C 279, que contém um buraco negro de elevada massa - cerca de um bilhão de vezes a do Sol - e encontra-se tão distante da Terra que a sua radiação demorou mais de 5 bilhões de anos para chegar até o planeta.

Leia mais:
Astrônomos descobrem o quasar mais distante já encontrado
Astrônomos têm novo candidato a objeto mais distante do cosmo
Telescópio detecta 96 novos aglomerados estelares
Hubble capta evaporação da atmosfera de um planeta distante
Vídeo mostra movimento da via Láctea acima do Atacama

Estas observações representam um passo importante no sentido de obter imagens de buracos negros de elevada massa e das regiões que os rodeiam. No futuro pensa-se ligar entre si ainda mais telescópios, de modo a criar o chamado Telescópio de Horizonte de Eventos, que será capaz de obter imagens da sombra do buraco negro de elevada massa que se situa no centro da nossa Via Láctea, assim como de outros buracos negros situados em outras galáxias próximas.

A sombra - uma região escura vista em contraste com um fundo mais brilhante - é causada pela curvatura da luz devido ao buraco negro e seria a primeira evidência observacional direta da existência do horizonte de eventos de um buraco negro, a fronteira a partir da qual nem mesmo a luz consegue escapar.

    Leia tudo sobre: espaçoesoquasarfotofotos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG