Vênus passa na frente do Sol

Fenômeno raríssimo, que só voltará a acontecer em 2117, foi observado como um pontinho sobre o Sol. Veja fotos e vídeo

iG São Paulo | - Atualizada às

Na noite de terça-feira (5), um ponto pode ser observado passando lentamente sobre o Sol, em alguns locais do mundo. Foi o chamado trânsito de Vênus, quando o planeta se interpõe entre a Terra e estrela. É um evento tão raro, que o próximo só será observado em 2117. 

O trânsito começou nesta terça-feira (dia 5, às 19h09 no horário de Brasília) a oeste do Meridiano de Greenwich e na quarta-feira (6) a leste dele. Ele teve duração de seis horas e 40 minutos, e foi acompanhado do oeste do Pacífico ao leste da Ásia e leste da Austrália. Mas no Brasil, ele só foi visto por habitantes do extremo oeste do país, durante o pôr-do-sol.

Observadores no Canadá, Estados Unidos, México, América Central e norte da América do Sul viram o começo do espetáculo antes do pôr-do-sol. Europa, Ásia ocidental e central, África ocidental e o leste da Austrália pegaram o fim, depois que o Sol nascer. 

A Austrália, descoberta no século XVIII pelo explorador britânico James Cook, depois de uma missão de observação de Vênus no Pacífico, foi o melhor local para acompanhar o fenômeno, com quase sete horas de visibilidade na zona oriental e central do país.

Os cientistas asseguram que estudar o trânsito incentivará esforços futuros para identificar planetas distantes e aprender mais sobre suas atmosferas.

Leia mais:
Vênus transita em frente ao Sol em junho pela última vez até 2117
Rotação de Vênus é mais lenta do que se pensava
Sonda descobre a existência de camada de ozônio em Vênus
Fracasso da missão a Vênus causa novo revés ao Japão
Indícios de água geram otimismo por vida em outros planetas

“Qualquer silhueta no Sol é interessante. Ver Vênus é algo extremamente raro”, disse à AP o astrônomo Anthony Cook do Observatório Griffith. A agência espacial americana disponibilizou em um site todos os webcasts simultâneos que aconteceram. Clique aqui para ver o do Havaí, um dos locais que viram o fenômeno quase que completo .

Ao longo do período de 6 horas e quarenta minutos, o Observatório de Dinâmica Solar da Nasa (SDO) coletou imagens em alta definição do  Ao longo de um período de seis horas em 5-6 junho de 2012, o Solar Dynamics Observatory (SDO) coletadas imagens do trânsito de Vênus em toda a face do Sol. 

O SDO, lançado pela agência espacial americana em 2010 e em órbita terrestre, deve ajudar a compreender melhor a atividade do Sol, assim como seu impacto sobre a Terra e o clima.

Veja vídeo com as imagens captadas pela Nasa:

Houve 53 trânsitos de Vênus entre 2000 a.C e 2004, o último registrado até agora. "Uma vez que ocorre um trânsito, lhe segue outro em exatamente oito anos menos dois dias, mas depois devem passar 105 anos e meio para que aconteça outro par de trânsitos separados por oito anos", disse à EFE Bob Berman, colunista da revista "Astronomy Magazine".

Um Olhar Astrológico: A passagem de Vênus em frente do Sol

Passado e futuro
No passado, o trânsito de Vênus foi avistado por astrônomos como Galileu Galilei. Cientistas dos séculos 6 e 7 observaram os trânsitos de Mercúrio e Vênus, os dois planetas "interiores", para medir a distância da Terra ao Sol em um esforço para calcular o tamanho de nosso Sistema Solar.

No entanto, embora "já tenhamos esse número calculado, os trânsitos seguem sendo úteis", explicou em comunicado Frank Hill, do Observatório Solar dos EUA (NSO).

Veja também:
Eclipse com "anel de fogo" escurece o Hemisfério Norte
Eclipse parcial do Sol é visto na Europa e África do Norte
Veja imagens do eclipse lunar total
Eclipse lunar pode ser acompanhado pela internet
Semana começa com o primeiro eclipse solar de 2011

O último trânsito de Vênus neste século "nos ajudará a calibrar os diferentes instrumentos e na caça por planetas extra-solares com atmosferas", para aprender a avaliar outros sistemas solares em nossa busca por vida no universo. (Com informações da EFE e AP)

    Leia tudo sobre: trânsito de Vênusespaçovênusastronomia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG