Trajeto total de 2 mil quilômetros será feito sem uma gota de combustível

Solar Impulse decola do aeroporto Payerne, na Suíça, em direção a Madrid
EFE
Solar Impulse decola do aeroporto Payerne, na Suíça, em direção a Madrid
O avião experimental suíço Solar Impulse decolou nesta quinta-feira (24) em Payerne, oeste da Suíça, rumo a Madri, onde fará escala antes de prosseguir viagem até o Marrocos, no que constitui seu primeiro voo intercontinental.

O avião solar, pilotado por André Borschberg, um dos fundadores do projeto, fará um trajeto total de 2.000 km sem uma gota de combustível.

O avião deve pousar no aeroporto Barajas de Madri na madrugada de sexta-feira e permanecerá até segunda-feira na capital espanhola, onde será submetido a uma revisão técnica e mudará de piloto: o outro fundador do projeto, Bertrand Piccard, efetuará o voo até Rabat.

Leia mais:
Vídeo: Avião solar realiza primeiro voo internacional
Vídeo: Avião solar pousa em aeroporto comercial
Aterrissa avião que fez o 1º voo noturno movido a energia solar

O Solar Impulse tem a envergadura de um Airbus A340 (63,4 metros) e o peso de um carro de passeio (1.600 quilos).

Setenta pessoas e 80 empresas trabalharam durante sete anos para construir o avião de fibra de carbono.

As asas do Solar Impulse estão cobertas por 12.000 células fotovoltaicas, que alimentam quatro motores elétricos de uma potência de 10 cavalos cada.

O voo Suíça-Espanha-Marrocos é o último teste antes de uma volta ao mundo em 2014, explicaram os coordenadores do projeto, que já iniciaram a construção do segundo modelo, que terá uma cabine maior para o piloto, novas baterias e novos motores.

O Solar Impulse é o primeiro avião concebido para voar dia e noite sem combustível ou emissões de poluentes, graças à energia solar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.