Neil Armstrong afirma que havia apenas 50% de chance de pousar na Lua

Primeiro homem a pisar na Lua concedeu rara entrevista na Austrália

AFP |

Getty Images
Armstrong era o comandante da primeira missão lunar na Apolo 11. Foto de fevereiro de 2012
Os astronautas do histórico voo Apolo 11, que chegou à Lua em 1969 calculavam em apenas 50% as possibilidades de pousar sobre a superfície do satélite, afirmou Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na Lua, em uma rara entrevista concedida à Associação Australiana de Peritos Contábeis Certificados.

"Pensava que eram de 90% as possibilidades de retornar sãos e salvos à Terra depois do voo, mas apenas 50% de possibilidades de pousar sobre a Lua nesta primeira tentativa", disse Armstrong, de 82 anos e primeiro homem a pisar na superfície lunar.

De acordo com o famoso astronauta americano, "um mês antes do lançamento da Apolo 11, havíamos chegado à conclusão de que estávamos suficientemente preparados para tentar descer à superfície da Lua".

Leia mais:
Nasa comemora 40º aniversário da Apolo 14
Objetos da Apolo 11 deixados na Lua são declarados patrimônio da Califórnia

Armstrong era o comandante da primeira missão lunar na Apolo 11, ao lado dos astronautas Buzz Aldrin e Michael Collins. Em 21 de julho de 1969, a cápsula lunar Eagle pousou sobre a superfície lunar e Armstrong - como havia sido planejado - foi o primeiro homem a caminhar sobre a Lua.

A entrevista de Armstrong causou extrema surpresa, já que o veterano astronauta praticamente não fez declarações públicas nos últimos anos. Mas ele decidiu romper o silêncio em uma entrevista à associação australiana.

Segundo o presidente da entidade, Armstrong decidiu oferecer a longa entrevista porque seu pai foi um contador público.

    Leia tudo sobre: astronautaapollo 11luanasa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG