Foguete comercial decola rumo à Estação Espacial Internacional

Lançamento de cápsula da SpaceX marca o primeiro voo comercial à ISS

iG São Paulo |

A empresa americana SpaceX lançou com sucesso nesta terça-feira a cápsula Dragon, sem tripulantes, a bordo de um foguete Falcón 9 com destino à Estação Espacial Internacional (ISS).

O foguete decolou de Cabo Canaveral (Flórida) às 3H44 (4H44 de Brasília), após uma contagem regressiva sem problemas e três dias depois do adiamento da primeira tentativa.

Leia também: Foguete comercial vai voar pela primeira vez para a estação espacial

Dez minutos depois da decolagem, a Dragon se separou da segunda fase do foguete e alcançou a órbita terrestre. 

AP
Foguete Falcon 9 é lançado em direção à Estação Internacional (ISS)

Um minuto depois, a nave abriu as antenas solares e começou a aproximação da ISS, que está a 350 quilômetros de altitude e à qual deve chegar na quinta-feira.

"A sensação é de que um peso gigante saiu das minhas costas", disse pelo Twitter o fundador e executivo-chefe da empresa, Elon Musk, depois de ver o Dragon abrir seus painéis solares, primeira de várias etapas necessárias para que o módulo possa atracar na Estação. "O Falcon voou perfeitamente!", acrescentou Musk. 

A Dragon efetuará uma série de manobras e testes. Caso tudo aconteça de acordo com o programado, a Nasa autorizará um acoplamento na sexta-feira, que acontecerá com um braço robótico da ISS controlado por dois dos seis astronautas a bordo.

Veja o vídeo:

Caso não consiga ver o vídeo, clique para assistir na TV iG:

Primeiro foguete privado decola rumo ao espaço

A Nasa espera que empresas como a Space Exploration Technologies, ou SpaceX, assumam a tarefa de levar cargas --e depois astronautas-- até o complexo orbital multinacional, que flutua a 390 quilômetros sobre a Terra.

Entenda:
Como voa um ônibus espacial

Conheça os ônibus espaciais

Atualmente, a Nasa depende da Rússia para levar tripulantes à Estação, a um custo que supera 60 milhões de dólares por pessoa. Rússia, Europa e Japão também levam cargas à Estação.

Se o voo-teste for bem sucedido, a SpaceX vai se tornar a primeira empresa privada a chegar à Estação. A SpaceX e a concorrente Orbital Sciences Corp. já têm contratos num valor total de 3,5 bilhões de dólares para levar cargas ao complexo.

A SpaceX está também entre as quatro empresas que planejam fabricar táxis espaciais que transportem astronautas, turistas e pesquisadores alheios à Nasa.

Leia mais:
Após 3 décadas, Nasa define destino final dos ônibus espaciais
Cronologia: os 30 anos do ônibus espacial
Por que os ônibus espaciais foram aposentados?
Ônibus espacial transporta experimento de brasileiro

Separadamente, a Nasa contribuiu com quase 400 milhões de dólares para o programa espacial comercial da SpaceX, uma empreitada de 1,2 bilhão de dólares que inclui o desenvolvimento e até três testes dos foguetes Falcon 9 e das cápsulas Dragon.

Uma análise do Congresso mostra que um programa semelhante, sob a égide da Nasa, custaria de quatro a dez vezes mais.

Veja também:
Corrida espacial muda de foco e gera negócios

Nasa contrata empresas para desenvolver táxi espacial comercial
Nasa quer "táxis" para a Estação Espacial
Vídeo: empresas particulares iniciam 'nova era espacial'

O Dragon deve levar cerca de um dia para chegar à órbita da Estação Espacial, e depois passará mais um dia treinando as manobras e testando seus sistemas de comunicação e auxílio à navegação. Se tudo correr conforme o previsto, a Nasa deve autorizar a atracagem na sexta-feira.

(Com informações da AFP e Reuters)

    Leia tudo sobre: falcon 9nasaespaçoiss

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG