Observatório do Chile fotografa “bola de estrelas”

Observatório Europeu do Sul fez imagem de aglomerado estelar Messier 55, um dos mais antigos do Universo

iG São Paulo |

ESO
Imagem infravermelha do Messier 55: "bola" de centenas de milhares de estrelas
Uma nova imagem infravermelha do aglomerado estelar Messier 55, tirada pelo telescópio VISTA do Observatório Europeu do Sul (na sigla em inglês, ESO) mostra milhares de estrelas juntas num formato praticamente esférico. Além de estarem juntas em um espaço relativamente pequeno, elas também estão entre as mais antigas do Universo.

Veja galeria de imagens do espaço

Esse tipo de aglomerado, chamado de globular, tem esse formato por conta da ação da gravidade. No Messier 55, as coisas são mais apertadas ainda: cem mil estrelas ocupam uma esfera de diâmetro com a distância de 25 vezes a do Sol e do sistema estelar Alpha Centauri.

Leia também:
Telescópio capta aglomerado de estrelas dentro de aglomerado

Astrônomos descobrem "El Gordo", o maior aglomerado de galáxias longínquo
Fenômeno espacial 'estranho' é revelado por astrônomos do Brasil
Imagens do Hubble permitem prever 10 mil anos de movimento de estrelas

Estudos mostram que aglomerados globulares se originaram ao mesmo tempo e das mesma nuvem de gás, alguns bilhões de anos depois do Big Bang. Por causa disso, estas estrelas são feitas basicamente de hidrogênio.

O Messier 55 fica na constelação de Sagitário, e não é difícil de ver com um telescópio pequeno, mesmo ficando a 17.600 anos-luz da Terra. Ele foi descoberto por Nicolas Louis de Lacaille em 1752 e foi incluído por Charles Messier em seu catalógo astronômico 26 anos depois. Ele também é conhecido por NGC-6809. 

    Leia tudo sobre: universoesoestrelasaglomeradofotos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG