Senado inicia campanha de ajuda às vítimas das enchentes no NE

Pontos de coleta de donativos serão instalados nas entradas do Senado, Câmara e Tribunal de Contas da União

Agência Brasil |

O Senado realiza a partir desta terça-feira uma campanha de ajuda às vítimas das enchentes em Alagoas e Pernambuco. A iniciativa tem o apoio do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis) e dos comitês de Ação e Cidadania da Câmara dos Deputados e do TCU. O objetivo é coletar material de higiene pessoal, cobertores e produtos de limpeza. Vários postos de coleta serão instalados nas principais entradas do Senado, da Câmara e do TCU. ( Saiba aqui como você também pode ajudar as vítimas das chuvas )

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado deve votar nesta terça-feira também um projeto que prevê a revitalização das áreas atingidas pelas enchentes no país em 2008 e 2009. A proposta recebeu parecer favorável do relator, senador Cícero Lucena (PSDB-PB), na última reunião da comissão, no dia 29 de junho.

A proposta dá ao governo federal atribuição para definir os projetos a serem beneficiados pelo programa, bem como viabilizar recursos ou fontes de financiamento para eles.

Empréstimo

Na segunda-feira, o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, anunicou que cerca de 110 mil aposentados e pensionistas afetados pela chuva nos 35 municípios de Pernambuco e Alagoas em estado de calamidade pública terão direito a um empréstimo equivalente a um 14º salário . O valor será recebido já em agosto e começa a ser pago em 24 prestações, sem juros e sem correção, em outubro.

O montante do empréstimo é de R$ 55 milhões e faz parte de uma iniciativa que, segundo o ministro, tem por objetivo capitalizar as vítimas das chuvas e beneficiar a retomada da economia local. O ministério já havia decidido antecipar para o primeiro dia útil de cada mês o pagamento dos benefícios desse mesmo grupo.

Toque de recolher

Em Alagoas, o Ministério Público recomendou toque de recolher , a partir das 22h, e a proibição à noite da venda de bebida alcoólica. As sugestões são para garantir a segurança dos moradores dos 15 municípios que decretaram estado de calamidade pública devido às chuvas. O órgão recomenda também que as delegacias e grupamentos de policiais militares fiquem abertos 24h por 90 dias.

Até o momento, mais de 74 mil pessoas tiveram que abandonar as suas casas em Alagoas por causa dos temporais. Os dois Estados contabilizam 57 mortos por conta das enchentes, sendo 37 em Alagoas e 20 em Pernambuco.

*Com informações da Agência Estado e do iG São Paulo

Veja imagens da destruição em Alagoas:

    Leia tudo sobre: chuvaspernambucoalagoasmortosenchentesdoação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG