Chuvas em Alagoas causam a morte de duas pessoas

Nível do Rio Paraíba chegou a 6,4 metros e todas as rodovias federais do Estado estão interditadas

iG São Paulo |

Pelo menos duas pessoas morreram e cinco estão desaparecidas em Alagoas devido às chuvas que atingem o Estado. As morte aconteceram no município de Paulo Jacinto.

Segundo informações da Defesa Civil do Estado, há 32.226 desabrigados em todo e 4.800 pessoas estão desalojadas. Atalaia, Viçosa, Capela, Quebrangulo, Paulo Jacinto foram as cidades atingidas. Todas as rodovias federais de Alagoas estão interditadas e o nível do rio Paraíba chegou a 6,4 metros.

Há relato de pessoas ilhadas em Rio Largo e Murici. Em União dos Palmares, a Unidade de Resgate não teve acesso a Subestação da Eletrobrás, onde estão mais de 20 pessoas ilhadas desde ontem. As vítimas estão sem alimentação e água. O acesso só é feito por meio de helicóptero. No Povoado Jacinto, 30 pessoas estão ilhadas na Fazenda Bequinho.

Trinta e seis bombeiros divididos em duas equipes trabalham no local realizando buscas em botes e enfrentando forte correnteza. Segundo os bombeiros, não só as comunidades ribeirinhas, mas os centros dos municípios foram atingidos pela cheia do rio.

Pernambuco

As chuvas castigam também o Estado de Pernambuco. Homens do Corpo de Bombeiros localizaram na última sexta-feira o corpo do bebê Samuel Vitor de Andrade , de nove meses, que estava soterrado desde o final da tarde de quinta-feira, após o deslizamento de uma barreira no Córrego do Curió, bairro de Dois Unidos, zona norte do Recife, Pernambuco.

O corpo do bebê foi localizado debaixo dos escombros da casa onde ele morava, que ficou totalmente destruída. Com a morte confirmada, sobe para nove o número de mortos no Recife por causa das chuvas. Outra morte foi registrada na cidade de Cortes, no sul de Pernambuco.

Somente na madrugada de sexta-feira, a Defesa Civil registrou 36 deslizamentos de terra. Desde as 15h de quinta-feira até as 9h de sexta, choveu 123 milímetros na cidade do Recife, o que representa 31% do esperado para todo o mês de junho.

* Com Agência Estado

    Leia tudo sobre: AlagoaschuvaenchentesnordestePernambuco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG