Chega a 30 o número de vítimas das chuvas no Nordeste

Enchentes mataram ao menos 19 pessoas em Alagoas e outras 11 em Pernambuco desde quinta-feira. Milhares estão desabrigados

iG São Paulo |

Tem informações sobre a chuva no Nordeste? Envie ao iG

As fortes chuvas que atingem os Estados de Alagoas e Pernambuco desde a última quinta-feira deixam um saldo de 30 mortos e milhares de desabrigados na região.

Em Alagoas, aumentou para dezenove o número de pessoas que morreram em enchentes e seis seguem desaparecidas, segundo informações da Defesa Civil. De acordo com o Corpo de Bombeiros, seis corpos foram encontrados na cidade de União dos Palmares, duas vítimas na cidade Branquinho, uma em Joaquim Gomes e outra em Quebrangulo. A identificação dos corpos ainda não foi realizada.

Segundo a Defesa Civil, cerca de 53 mil pessoas estão desabrigadas, mais de 5 mil estão desalojadas e pelo menos 829 casas foram destruídas nas 21 cidades alagoanas atingidas pela forte chuva. De acordo com a classificação da Defesa Civil, desabrigados são pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos, e desalojados, aquelas que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, o coronel Neitonio Freitas, seis helicópteros trabalham no resgate às vítimas nos municípios de Santana de Mundaú e São José da Laje.

Teotonio Vilela Filho, governador de Alagoas, decretou neste domingo (20) estado de calamidade pública no Estado por causa das enchentes. O decreto será publicado no Diário Oficial do Estado na segunda-feira.

O governador do Estado de São Paulo, Alberto Goldman, anunciou que vai ajudar as vitimas atingidas pelas chuvas em Alagoas, atendendo solicitação do governo local. A Defesa Civil de São Paulo irá enviar água potável, remédios, cestas básicas e colchões, além de três equipes de médicos e enfermeiros para Alagoas.

Mortes em Pernambuco

Em Pernambuco, o número de mortos chegou a 11 no último sábado , quando bombeiros encontraram o corpo de um jovem de 20 anos em um rio em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana de Recife. A vítima foi identificada pela Defesa Civil como sendo David Anderson Alves da Silva, de 20 anos.

Entre as onze vítimas fatais até o momento estão cinco pessoas da mesma família. A casa onde eles estavam foi atingida por um deslizamento de terra no Córrego do Sargento, no bairro de Linha do Tiro, na zona norte de Recife. Dois adultos e três crianças que estavam no local morreram enquanto dormiam.

Além disso, homens do Corpo de Bombeiros localizaram na tarde de sexta o corpo do bebê Samuel Vitor de Andrade, de nove meses, que estava soterrado desde o final da tarde de quinta-feira, após o deslizamento de uma barreira no Córrego do Curió, bairro de Dois Unidos, zona norte do Recife. No mesmo local foi encontrado o corpo de homem ainda não identificado.

Após quase uma semana enfrentando chuvas intensas, o governo de Pernambuco planeja iniciar, nesta segunda-feira (21), o trabalho de limpeza e reconstrução dos municípios atingidos pelo temporal.

Em reunião realizada na manhã de sábado, no Palácio do Campo das Princesas, o governador Eduardo Campos (PSB) anunciou a liberação de R$ 50 milhões para a limpeza das cidades, recuperação do saneamento básico e estradas, atendimento médico, construção de moradias e aquisição de mantimentos.

Dos 181 municípios pernambucanos, 49 sofreram com os efeitos das precipitações. Destes, treze decretaram situação de emergência e nove, estado de calamidade. Mais de 14 mil pessoas estão desabrigadas e outras 15 mil estão desalojadas. Há onze mortes confirmadas e duas pessoas continuam desaparecidas.

* Com Agência Estado

    Leia tudo sobre: AlagoaschuvaenchentesnordestePernambuco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG