Alagoas decreta estado de calamidade pública após chuva matar 4

De acordo com Defesa Civil, cerca de 30 mil pessoas estão desabrigadas e 5 mil estão desalojadas no Estado

iG São Paulo |

Pelo menos quatro pessoas morreram e três seguem desaparecidas no Estado de Alagaoas após as fortes chuvas que atingiram o Estado neste fim de semana. As vítimas das enchentes foram encontradas nas cidades de Quebrangulo e Branquinha, duas das mais afetadas pelas chuvas e rios que transbordaram.

“Das quatro vítimas, duas moravam em Quebrangulo e as outras duas em Branquinha”, informou o secretário-executivo da Defesa Civil Estadual, Denildson Queiroz.

Segundo a Defesa Civil, cerca de 30 mil pessoas estão desabrigadas, mais de 5 mil estão desalojadas e pelo menos 829 casas foram destruídas nas 17 cidades alagoanas atingidas pela forte chuva. Segundo classificação da Defesa Civil, desabrigados são pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos, e desalojados, aquelas que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares.

Estado de calamidade pública

Após sobrevoar as áreas atingidas pelas chuvas, o governador Teotonio Vilela Filho decretou estado de calamidade pública em Alagoas. O goverando sobrevoou o Vale do Paraíba e o Vale Mundaú na tarde deste sábado ao lado dos ministros Márcio Fortes (Cidades) e João Santana (Integração Nacional).

No total, são 14 municípios que terão o Estado de Calamidade decretado e o governador já agendou uma viagem para Brasília-DF, para entregar em mãos o decreto. O texto oficial do decreto será publicado no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira, 22.

    Leia tudo sobre: AlagoaschuvaenchentesnordestePernambuco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG