Alagoas decreta estado de calamidade em 15 municípios

Alagoas e Pernambuco contabilizam 31 mortos em decorrência da chuvas

iG São Paulo |

O governo alagoano publicou nesta segunda-feira, no Diário Oficial do Estado, o Decreto nº 6.593 que declara estado de calamidade pública em 15 dos 21 municípios atingidos pelas fortes chuvas desde a última quinta-feira, dia 17.

Os 15 municípios considerados em situação gravíssima e que necessitam de ajuda imediata são Quebrangulo, Santana do Mundaú, Joaquim Gomes, São José da Laje, União dos Palmares, Branquinha, Paulo Jacinto, Murici, Rio Largo, Viçosa, Atalaia, Cajueiro, Capela, Jacuípe e Satuba. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá ainda hoje o governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho. A expectativa é que Lula libere recursos para socorrer às vítimas das enchentes. 

Durante o programa Café com o Presidente, Lula disse que espera o tempo melhorar para dar início ao trabalho de recuperação de casas, pontes, estradas e para limpar as cidades. Ele informou que a Aeronáutica montará um hospital de campanha em Palmares (PE) para prestar atendimento às pessoas que precisam do hospital da cidade, que foi totalmente alagado.

Os últimos dados divulgados pela Defesa Civil de Alagoas mostram que há 19 mortos em decorrência dos temporais. Outras 800 pessoas ficaram feridas por conta de deslizamentos de terra causados pela chuva. Destas, 50 tiveram lesões graves. A Defesa Civil procura 1.087 que seguem desaparecidas no Estado.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, seis corpos foram encontrados na cidade de União dos Palmares, duas vítimas na cidade Branquinho, uma em Joaquim Gomes e outra em Quebrangulo. A identificação dos corpos ainda não foi realizada. Conforme o coordenador da Defesa Civil, coronel Neitonio Freitas, seis helicópteros trabalham no resgate às vítimas nos municípios de Santana de Mundaú e São José da Laje.

Os alagamentos causados pelas chuvas também prejudicaram o abastecimento de água em algumas cidades. De acordo com a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), as cheias do fim de semana inundaram as unidades de captação, tratamento e distribuição de água em vários municípios.

Segundo levantamento da Cosal, os municípios mais atingidos são Palmeira dos Índios, Estrela de Alagoas, Minador do Negrão, Igaci e Quebrangulo, na região Serrana, Capela, na Zona da Mata, e Ibateguara, Colônia Leopoldina, Novo Lino e Jacuípe, na região Norte. Segundo a empresa, os equipamentos danificados vão demorar, pelo menos, 15 dias para serem recuperados e voltar a operar, provisoriamente.

Pernambuco

O Estado de Pernambuco também vive uma situação crítica por conta das chuvas. Chega a 12 o número de mortos, conforme a Defesa Civil. Há ainda 17.719 pessoas desabrigadas, que precisam contar com a ajuda da Prefeitura, e outras 24.331 desalojadas - morando temporariamente na casa de amigos e parentes. Ainda não há um número oficial de desaparecidos.

*Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: chuvasalagoaspernambucomortosdestruição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG