Falta de doadores de sangue deixa Hemorio em alerta máximo

O Hemorio, órgão da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro responsável pela distribuição de sangue para cerca de 180 hospitais da rede pública, teve uma queda de 80% no comparecimento de doadores de sangue após o início das fortes chuvas que atingem na região metropolitana do Estado.

iG São Paulo |


Arte iG

De acordo com a secretaria, desde o dia 1º de abril, o órgão coletou 840 bolsas. Comparando com o mesmo período no ano passado, a queda chega a quase 50%. Nesta terça-feira, por exemplo, apenas 61 bolsas de sangue foram coletadas, quando normalmente seriam 300.

AFP
Deslizamentos afetaram doações
De acordo com a diretora geral do instituto, Clarisse Lobo, já estão sendo realizadas estratégias para minimizar o problema, mas a população precisa ajudar, pois todos os tipos de sangue são necessários. "Iniciamos o trabalho de convocação de doadores de sangue, mas a situação é grave. Os estoques estão praticamente zerados e estamos pedindo ajuda da população para este momento difícil".

No Rio de Janeiro ainda há mais 26 postos públicos de coleta de sangue coordenados tecnicamente pelo Hemorio. Os endereços e horários de funcionamento dos postos podem ser obtidos pelo Disque Sangue (0800 282 0708). O Hemorio funciona todos os dias, das 7h às 18h, inclusive aos sábados, domingos e feriados e fica na Rua Frei Caneca 8, Centro do Rio.

Para ser um doador, é preciso levar um documento oficial de identidade com foto, ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50kg e estar em boas condições de saúde. Não é necessário estar em jejum. O voluntário deve somente evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e a ingestão de bebidas alcoólicas.


Dramas e relatos

Leia também:

Leia mais sobre: chuvas

    Leia tudo sobre: chuvasangue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG