Promotor do caso Isabella chega sem dar declarações

O promotor do caso Isabella, Francisco Cembranelli, chegou no início da tarde ao Fórum de Santana, na zona norte de São Paulo, onde às 13h começa o julgamento do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, acusados de matar a menina, na época com 5 anos.

Agência Estado |


Clique aqui para ver o infográfico

Cembranelli entrou no prédio sem dar declarações. Familiares de Isabella distribuíram para pessoas que estão em frente ao fórum camisetas com uma foto dela estampada.

A menina Isabella Nardoni morreu no dia 29 de março de 2008, em São Paulo, ao cair do 6º andar do Edifício London, onde moravam o pai e a madrasta. Alexandre e Anna Carolina são acusados de homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima. Eles alegam inocência.

Defesa e acusação calculam que o julgamento deve durar de quatro a cinco dias. A defesa se concentrará nas interpretações desenvolvidas pelos peritos da Polícia Civil - segundo o criminalista Roberto Podval, não se pode ter certeza da culpa de Alexandre e Anna Carolina.

Leia mais sobre: caso Isabella

    Leia tudo sobre: nardoni

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG