Madrasta de Isabella admite que aumentou informações em depoimento à polícia

Anna Carolina Jatobá entrou em contradição com o depoimento do marido Alexandre Nardoni em alguns momentos de seu interrogatório, nesta quinta-feira, e admitiu que aumentou informações durante as investigações da polícia na época do crime. A madrasta de Isabella Nardoni foi interrogada por 4h30 no Fórum de Santana, em São Paulo, onde o casal é julgado. Os dois são acusados da morte da menina.

Matheus Pichonelli, iG São Paulo |


Clique aqui para ver o infográfico

Ao responder as perguntas feitas pelo promotor Francisco Cembranelli, durante o interrogatório, Jatobá foi confrontada com declarações feitas por ela ainda durante as investigações policiais. A certa altura, ela admitiu que, na época, exagerou algumas afirmações, como a de que era agredida pelo pai. Nesta quarta-feira ela disse que foi vítima de agressão apenas uma vez.

Um dos pontos questionados foi sobre o tempo em que Jatobá e o marido levaram para decidir quem deveria acompanhar os policiais até o apartamento após a queda da criança da janela do apartamento. Antes, a madrasta havia dito que o diálogo aconteceu quando Isabella já havia sido atendida. Mais tarde, afirmou que a conversa aconteceu enquanto o corpinho ainda estava no chão.

Em seu depoimento, ela disse também nesta quarta-feira que havia perdido as chaves de casa ¿ algo que não tinha ressaltado durante os depoimentos à polícia. Aos policiais ela disse na época que as chaves ficavam na portaria e que várias pessoas tinham acesso ao local. Sobre o fato de ter várias fraldas em casa por causa dos filhos, e apenas uma estar sendo lavada no dia do crime, ela afirmou que isso aconteceu por causa de uma mancha provocada pela queda de chocolate em pó.

Jatobá disse também que o delegado responsável pelas investigações à época, Calixto Calil Filho, tentou induzi-la a afirmar que Alexandre Nardoni era culpado do crime.

No depoimento ao juiz Maurício Fossen, mais cedo,  ela entrou em contradição ao menos uma vez com a fala do marido , feita no mesmo dia, ao descrever como ele notou que Isabella havia caído da janela do apartamento. Antes dela, Nardoni disse que apenas encostou na grade de proteção da janela para ver o que tinha acontecido, diferentemente do que disse a mulher, que afirmou que ele só conseguiu observar o corpo da filha quando colocou a cabeça para fora da grade.

Leia também:

Leia mais sobre: caso Nardoni

    Leia tudo sobre: isabella nardoni

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG