demolidor para a defesa do casal, diz Gloria Pérez - Caso Isabella Nardoni - iG" /

Depoimento de médico é demolidor para a defesa do casal, diz Gloria Pérez

A novelista Gloria Pérez, da TV Globo, está acompanhando o julgamento de Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá, no Fórum de Santana, zona norte de São Paulo. O casal é acusado da morte de Isabella Nardoni, que foi jogada do 6º andar, em 29 de março de 2008, do prédio onde o casal Nardoni morava.

Ricardo Galhardo, iG São Paulo |

Para a autora de novelas e mãe da atriz Daniela Perez, assassinada em 1992 com golpes de tesoura, o caminho que o julgamento está tomando é para a condenação do casal. "O depoimento do Dr. Tieppo foi demolidor e a Dr. Renata apresentou uma segurança absoluta. Os depoimentos estão acabando com todo o carnaval que foi feito para desqualificar a denúncia", afirmou.

Glória Perez disse que está acompanhando o júri na qualidade de amiga da avó de Isabella e de Ana Carolina de Oliveira. "Vim como mãe que passou por isso", disse, ao afirmar que conheceu as duas no Rio de Janeiro.

Desde 15h45 está depondo o médico do Instituto Médido Legal (IML) Paulo Sérgio Tieppo Alves, que realizou a perícia no corpo de Isabella e constatou que tinha sinais de asfixia.

Mais cedo, a delegada Renata Helena da Silva Pontes falou por 4h30 . Das testemunhas arroladas pela acusação, ainda faltam ser ouvidos os peritos Rosângela Monteiro e Luiz Eduardo Carvalho Dorea . Na segunda-feira, a mãe de Isabella Nardoni, Ana Carolina de Oliveira, foi ouvida por 2h30 .

Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, que dormiram nas penitenciárias de Pinheiros e Santana, respectivamente, acompanham aos depoimentos.

A mãe de Isabella, Ana Carolina de Oliveira, não está presente. Ela está no Fórum da Barra Funda, incomunicável, à disposição da Justiça. Roberto Podval, advogado de defesa, não descarta realizar uma acareação entre ela e o casal Nardoni.

Este é um dos maiores julgamentos já realizados no País . A morte de Isabella comoveu o País ao colocar como os acusados de um crime bárbaro o pai e a madrasta da menina.

Sem réu confesso do crime, acusação e defesa se debruçaram nos últimos meses para preparar os argumentos que irão levar os sete jurados a inocentar ou culpar o casal.

Leia também:

    Leia mais sobre: caso Isabella

      Leia tudo sobre: isabella nardoni

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG