Com depoimento de perita, começa terceiro dia de julgamento do casal Nardoni

Começou às 10h16 desta quarta-feira o terceiro dia de julgamento de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, acusados de matar a menina Isabella Nardoni. Os dois negam o crime.

Lecticia Maggi, iG São Paulo |


Clique aqui para ver o infográfico

Nesta quarta-feira, serão ouvidas mais testemunhas. O júri começou com o depoimento de Rosângela Monteiro, perita do Instituto de Criminalística. A expectativa é que seja um interrogatório longo, porque Rosângela foi responsável por toda a perícia feita na época do crime e poderá dar detalhes do trabalho realizado.

Podval deve tentar, assim como fez ontem, explorar falhas no trabalho da perícia . O objetivo do advogado é desqualificar para o jurado as provas técnicas do caso.

Testemunhas

Após o depoimento de Rosângela, será o momento das testemunhas de defesa serem ouvidas. A previsão é de que a defesa interrogue mais 8 testemunhas. Porém, Podval não descarta a possibilidade de dispensar quatro testemunhas.

"Quero reduzir este andamento. Hoje são oito testemunhas. Eu quero diminuir isso pela metade", disse ele, ao chegar ao Fórum de Santana, na zona norte da capital paulista, para o terceiro dia do julgamento. Segundo informações do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), faltam ser ouvidas 11 testemunhas.

Questionado sobre quem dispensaria de falar ao júri, Podval respondeu: "Não tenho a testemunha imprescindível. Preciso ver o andamento do júri para saber o que preciso provar."

Julgamento

Concluída a fase dos depoimentos, será a vez dos debates entre a acusação e a defesa. Cada um terá o direito a falar por duas horas e meia. Se a promotoria quiser, poderá usar mais duas horas para réplica, o que automaticamente dará direito à defesa de usar o mesmo tempo para tréplica.

Terminado o debate, os jurados serão questionados pelo juiz se têm condição de julgar o caso ou se querem alguma explicação. Se o júri responder que há condição de julgar o caso, todos passarão à sala secreta e decidirão o destino do casal. A expectativa é que o julgamento dure até sexta-feira.

O casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá é acusado de homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima.

Leia também:

Leia mais sobre: caso Nardoni

    Leia tudo sobre: nardoni

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG