Casal Nardoni está no fórum para fase decisiva do julgamento

Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta de Isabella Nardoni, chegaram por volta das 8h40 ao Fórum de Santana, na zona norte de São Paulo, onde é realizado o júri.

Lecticia Maggi, iG São Paulo |


Clique aqui para ver o infográfico

O julgamento, que estava previsto para recomeçar às 9h, entra nesta quinta-feira em fase decisiva com o interrogatório de Alexandre e Anna Jatobá. Hoje, os réus terão a chance de dar a versão deles para a morte de Isabella Nardoni, da qual são acusados. A menina morreu em 29 de março de 2008 após ser jogada da janela do prédio em que o casal morava.

Ainda não foi informado quem falará primeiro. Eles serão interrogados por Roberto Podval, advogado de defesa dos Nardoni, e pelo promotor Francisco Cembranelli. O jurado também poderá fazer perguntas. Enquanto um falar, o outro deverá ficar fora da sala do júri.

Com o depoimento dos Nardoni, o movimento em frente ao fórum já é duas vezes maior comparado com os outros dias. Desde a noite de quarta-feira, pessoas já aguardavam na fila para conseguir uma senha e assistir à versão do casal para a morte de Isabella. Um pequeno tumulto foi registrado.

Mãe de Isabella isolada

Diferentemente dos outros dias, Roberto Podval, advogado de defesa dos Nardoni, entrou nesta quinta-feira pela porta lateral do prédio. Ontem, ele foi vaiado por populares que estavam em frente ao fórum.

Por pedido de Podval, Ana Carolina de Oliveira, mãe de Isabella, continua isolada à disposição da Justiça. O iG informou com exclusividade que Ana Carolina está à beira de uma crise de depressão devido ao confinamento .

A avó materna de Isabella não deverá assistir ao julgamento nesta quinta-feira.

Julgamento

Os réus poderiam começar a ser ouvidos na quarta-feira, após os interrogatórios das testemunhas de defesa, mas o juiz optou por deixar os depoimentos de Alexandre Nardoni e Anna Jatobá para quinta-feira, já que a previsão é que eles sejam longos.

Após a fase dos depoimentos dos réus, será a vez dos debates entre a acusação e a defesa. Cada um terá o direito de falar por duas horas e meia. Se a promotoria quiser, poderá usar mais duas horas para réplica, o que automaticamente dará direito à defesa de usar o mesmo tempo para tréplica.

Terminado o debate, os jurados serão questionados pelo juiz se têm condição de julgar o caso ou se querem alguma explicação. Se o júri responder que há condição de julgar o caso, todos passarão à sala secreta e decidirão o destino do casal. A expectativa é que o julgamento dure até sexta-feira.

O casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá é acusado de homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima. A expectativa é de que o julgamento termine nesta sexta-feira.

Leia também:

Leia mais sobre: caso Nardoni

    Leia tudo sobre: nardoni

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG