Palma de Ouro vai para A Fita Branca

Filme em preto e branco do austríaco Michael Haneke vence Cannes 2009

Mariane Morisawa, enviada especial a Cannes

Getty Images
Diretor Michael Haneke posa com a Palma de Ouro no encerramento do Festival de Cannes
O filme A Fita Branca ( Das Weisse Band ), do austríaco Michael Haneke, foi o vencedor da edição 2009 do Festival de Cannes, um dos mais importantes eventos do cinema mundial. A francesa Charlotte Gainsbourg ( Anticristo ) e o austríaco Christoph Waltz ( Bastardos Inglórios ) ganharam os prêmios de atriz e ator, respectivamente.

O primeiro prêmio da cerimônia foi para The Six Dollar Fifty Man , que ganhou menção especial na competição de curta-metragem. Já a Palma de Ouro de curta-metragem foi para Arena , de João Salaviza.

O Camera d'Or, prêmio dado ao melhor filme de um diretor estreante, foi para Samson and Delilah , de Warwick Thornton. O ganhador da menção honrosa foi para Ajami , de Scandar Copti e Yaron Shani.

O prêmio do juri foi dividido entre Fish Tank , da inglesa Andrea Arnold, e Bak-Jwi , do coreano Park Chan-wook. O prêmio de melhor roteiro foi para Mei Feng, do filme Spring Fever , do chinês Lou Ye. O melhor diretor foi o filipino Brillante Mendoza, por Kinatay . O prêmio foi entregue por Terry Gilliam.

Getty Images
Christoph Waltz: prêmio de melhor ator
A melhor atriz foi a francesa Charlotte Gainsbourgh, do polêmico filme Anticristo , de Lars von Trier. "Queria agradecer ao diretor do festival, Thierry Fremaux, por ter selecionado um filme como Anticristo , e dedicar o prêmio ao diretor Lars Von Trier", afirmou a atriz, ao receber o prêmio.

O melhor ator da 62ª edição foi o austríaco Christopher Waltz, de Bastardos Inglórios , dirigido por Quentin Tarantino. Ziyi Zhang entregou o prêmio. "Tenho de agradecer a todos os membros da equipe. "Eu devo esse prêmio ao criador de um personagem incrível, Quentin Tarantino", afirmou em seu discurso.

O júri, excepcionalmente, concedeu um prêmio especial a Alain Resnais, de Les Herbes Folles , também diretor de Hiroshima Mon Amour e O Ano Passado em Marienbad , entre outros. O cineasta de 86 anos foi aplaudido de pé por vários minutos. Um dos maiores nomes da história do cinema, ele nunca ganhou a Palma de Ouro. "Eu aceito com muita honra este prêmio. Queria dizer que um filme não se faz sozinho e dedico o prêmio à equipe de Les Herbes Folles ", disse o veterano cineasta.

O Grande Prêmio do Júri foi para o francês Un Prophète , de Jacques Audiard. O diretor também recebeu aplausos em pé da plateia do Grand Théâtre Lumière. Willem Dafoe, ator de Anticristo , entregou o prêmio. "Muito obrigado. Quero agradecer à equipe e ao meu ator Tahar Rahim", disse Audiard.

O último e principal prêmio da cerimônia, a Palma de Ouro, foi para A Fita Branca , de Michael Haneke. "Muito obrigado ao júri, muito obrigado a Thierry Fremaux por ter selecionado o filme", afirmou Haneke. Ele foi fortemente abraçado por Isabelle Huppert, presidente do juri, com quem trabalhou em A Professora de Piano .

Veja abaixo a lista de premiados:

Palma de Ouro de melhor filme - Das weisse Band ( A Fita Branca ), de Michael Haneke (Áustria)

Grande Prêmio do Júri - Un Prophète , de Jacques Audiard (França)

Prêmio de melhor direção - Brillante Mendoza (Filipinas), do filme Kinatay

Prêmio de melhor roteiro - Feng Mei, do filme Spring Fever (China)

Prêmio de melhor atriz - Charlotte Gainsbourg (França), por seu papel em Anticristo , do dinamarquês Lars von Trier

Prêmio de melhor ator - Christopher Waltz (Áustria), por seu papel em Bastardos Inglórios , do americano Quentin Tarantino

Prêmio do júri - Fish Tank , de Andrea Arnold (Reino Unido), e Thirst , de Park Chan-Wook (Coreia do Sul)

Prêmio Especial do Festival de Cannes - Alain Resnais (França)

Palma de Ouro de melhor curta-metragem - Arena , de João Salaviza (Portugal)

Menção especial (curta-metragem) - The Six Dollar Ffty Man (Nova Zelândia), de Mark Albiston e Louis Sutherland.

Outros prêmios

O prêmio da principal mostra paralela do festival, Um Certo Olhar, foi entregue no sábado. Dogtooth (dente canino), do grego Yorgos Lanthimos, foi o vencedor, derrotando o brasileiro À Deriva , de Heitor Dhalia, entre outros 19 concorrentes.

Getty Images
Charlotte Gainsbourg: eleita melhor atriz pelo polêmico Anticristo, de Lars Von Trier
Já o prêmio do júri ficou com Politist, Adjective , do romeno Corneliu Porumboiu, sobre um policial que lida com a burocracia e tenta defender seus princípios ao investigar o caso de adolescentes consumidores de drogas.

O júri presidido por Paolo Sorrentino ( Il Divo ) decidiu também conceder dois prêmios especiais, para o iraniano No One Knows About Persian Cats , de Bahman Ghobadi, e para o francês Le Père de Mes Enfants , de Mia Hansen-Løve.

O prêmio do juri ecumênico, que distingue obras por suas "qualidades humanas que envolvem a dimensão espiritual da existência", foi para o britânico À Procura de Eric , de Ken Loach.

O juri também concedeu um inédito "antiprêmio" ao dinamarquês Lars Von Trier, por seu polêmico Anticristo . O delegado-geral do Festival de Cannes, Thierry Frémaux, disse que a decisão foi "ridícula" e cheira a "censura".

Finalmente, o escolhido pela Federação Internacional de Críticos de Cinema (Fipresci) foi o austríaco A Fita Branca , de Michael Haneke. Da mostra Um Certo Olhar, o ganhador foi o romeno Politist, Adjectiv , de Corneliu Porumboiu. O escolhido da Quinzena dos Realizadores e da Semana da Crítica foi a co-produção Estados Unidos-Canadá-Kwait Amreeka , de Cherien Dabis.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG