"A Árvore da Vida" ganha Palma de Ouro em Cannes

Filme de Terrence Malick é o grande vencedor do festival em 2011; grande prêmio do júri fica com irmãos Dardenne e cineasta turco

Orlando Margarido, enviado a Cannes |

A Palma de Ouro da 64ª edição do Festival de Cannes foi para o filme "A Árvore da Vida" , de Terrence Malick. Ele não veio a Cannes e foi representado por dois dos vários produtores envolvidos na fita, que tem entre os montadores o brasileiro Daniel Rezende – leia a entrevista exclusiva com Daniel Rezende .

“Malick é um tímido incorrigível”, disse um dos produtores. Já o Grande Prêmio do Júri, o Grand Prix, foi dividido entre "Le Gamin au Vélo" , da dupla belga Jean-Pierre e Luc Dardenne e “Bir Zamanlar Anadolu’da” , do turco Nuri Bilge Ceylan.

Os irmãos Dardenne agradeceram o protagonista adolescente do filme Thomas Doret. Ceylan foi breve e parecia contrariado com a premiação. A melhor direção coube ao dinamarquês com carreira nos Estados Unidos Nicolas Winding Refn pelo filme "Drive" . Ele lembrou especialmente o ator Ryan Gosling, seu protagonista, pela colaboração na realização do longa-metragem.

O prêmio de melhor ator e melhor atriz foram entregues a Jean Dujardin, protagonista da produção francesa "The Artist" , e Kirsten Dunst, por "Melancolia" , filme de Lars Von Trier. Ela agradeceu a possibilidade de poder mostrar tanto empenho no filme. Dujardin, astro na França, dividiu o reconhecimento com sua parceira na fita, Bérénice Bejo. “Eu também quero a receita desse prêmio para recebê-lo sempre”, completou.

O concorrente israelense "Hearat Shulayim" , de Joseph Cedar, teve reconhecido o roteiro. O diretor não estava na premiação e foi representado por uma integrante da equipe, que leu uma mensagem do realizador. O prêmio do júri foi para "Polisse" , da diretora francesa Maïwenn. Muito emocionada e ofegante, ela agradeceu sua equipe de atores e técnicos, sua família e filhos.

O júri da competição oficial foi presidido pelo ator Robert De Niro e formado pelo diretor francês Olivier Assayas, seu colega chadiano Mahamat Saleh Haroun (que no ano passado recebeu o Prêmio do Júri por "Un Homme qui Crie" ), Johnnie To, realizador de Hong Kong, o ator Jude Law, as atrizes Martina Gusmán (argentina que é mulher do diretor Pablo Trapero) e Uma Thurman, a escritora norueguesa Linn Ullman, e por fim a produtora chinesa Nansun Shi.

A Caméra D’Or para o melhor diretor estreante foi dada a Pablo Giorgelli, pela coprodução hispano-argentina "Las Acacias", exibida na paralela Semana da Crítica, enquanto "Cross Country)", de Maryna Vroda levou a Palma de Ouro na categoria de curta-metragem.

Veja abaixo a lista com os vencedores do Festival de Cannes 2011:

Palma de Ouro: "A Árvore da Vida" , de Terrence Malick
Grande Prêmio do Júri: "Le Gamin au Vélo" , de Jean-Pierre e Luc Dardenne, e "Bir Zamanlar Anadolu’da" , de Nuri Bilge Ceylan
Atriz: Kirsten Dunst, por "Melancolia"
Ator: Jean Dujardin, por "The Artist"
Diretor: Nicolas Winding Refn, por "Drive"
Roteiro: "Hearat Shulayim" , de Hearat Shulayim
Curta-metragem: "Cross Country", de Marina Vroda
Prêmio Câmera de Ouro: "Las Acacias", de Pablo Giorgelli
Prêmio do júri: "Polisse" , de Maiwenn Le Besc

null

    Leia tudo sobre: cannesárvore da vidaterrence malickdrivedardenne

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG