Juiz eleitoral recebeu denuncia que escolas estavam sendo usadas por candidatos para pedir votos

O juiz eleitoral Romário Divino do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE) reuniu-se com mais de 100 diretores de escolas de Rio Branco para explicar aos educadores que é proibida a propaganda eleitoral dentro das instituições de ensino. Alguns candidatos estariam violando a legislação eleitoral.

A reunião foi motivada após a Justiça Eleitoral receber denúncias informando que alguns candidatos estavam tendo acesso às escolas e utilizando os espaços que são considerados bens públicos para fazer propaganda eleitoral e pedir votos.

Os professores também estariam fazendo propaganda eleitoral nas salas de aula. De acordo com o TRE, o juiz foi informado que a direção de algumas escolas estava liberando alunos para fazer “bandeiraço” e passeata.

Os alunos também estariam participando de realização de reuniões internas com funcionários de escolas e representantes de partidos políticos. Em nota encaminhada pelo TRE, o juiz afirma:

“Isso interfere diretamente na normalidade das eleições. Não se pode utilizar os jovens eleitores para fazer campanha eleitoral nas dependências das instituições de ensino, ou mediante coação,” disse Romário Divino aos diretores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.