Candidatos majoritários do MS já gastaram R$ 5,7 milhões

Valor declarado ao TRE-MS corresponde aos primeiros 30 dias de campanha

Flávio Paes, iG Campo Grande |

Os candidatos que disputam eleições majoritárias em Mato Grosso do Sul gastaram R$ 5,7 milhões, somente no primeiro mês de campanha.

O governador André Puccinelli (PMDB), que disputa a reeleição, declarou à Justiça Eleitoral gastos no valor de R$ 3.109.078,78.

André arrecadou R$ 1,55 milhão de pessoas físicas, R$ 1,47 milhão por empresas e ainda R$ 640 mil do partido.

A maior despesa declarada pelo governador (R$ 2,3 milhões) foi para doações a candidatos da coligação à Assembleia Legislativa e Câmara Federal.

O candidato petista ao Governo Zeca do PT informou ao TRE ter gasto R$ 878.312,91, sendo que R$ 838 mil ele recebeu do seu próprio partido.

Entre os candidatos ao Senado, o campeão de gastos é Delcídio do Amaral (PT), que busca a reeleição. Em apenas 30 dias, as despesas do petista somaram R$ 1,4 milhão.

Dagoberto Nogueira (PDT), gastou R$ 17 mil; Murilo Zauith (DEM), informou ter investido R$ 56,7 mil, enquanto Waldemir Moka (PMDB) gastou R$ 319 mil.

A prestação de contas à Justiça Eleitoral exige a identificação dos doadores pelos candidatos.

    Leia tudo sobre: Eleições MSEleições Campanha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG